Pernambuco perdeu 20% do efetivo da PM em dois anos e convocação de novos policiais é urgente, diz Joel da Harpa

Dados do Portal da Transparência comprovam: o efetivo da Polícia Militar de Pernambuco teve uma redução de 20% em apenas dois anos. Atualmente são 16.993 profissionais quando, em 2018, eram 20.370. A convocação de novos policiais militares é urgente. A afirmação é do Deputado Estadual Joel da Harpa que sugere a convocação imediata dos remanescentes do último concurso realizado.

“Estamos muito abaixo do efetivo previsto em lei que seria de 26.865 PMs. Uma defasagem de 10 mil profissionais de segurança. O reflexo da redução do efetivo quem sente é a população que tem menos policiais na rua. Postos estão sendo desativados por falta de pessoal. Sem contar o excesso de carga horária de trabalho da tropa para suprir a demanda de serviço”, explica o parlamentar. Segundo Joel, o tempo urge e não há a necessidade de realização de novo concurso pois já existe um bom número de aprovados ansiando pela convocação.

Para o deputado, são homens e mulheres prontos e desejando trabalhar. Um novo concurso representaria gasto de dinheiro e tempo. A violência cresce a cada dia, profissionais de segurança adoecendo, estressados, com carga horária excessiva e sem reajuste salarial há exatamente dois anos. “Tivemos muitas mortes, aposentadorias e muitos que simplesmente desistiram de integrar a Corporação. Quantos mais precisam ir embora para que algo seja feito?”, questiona.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.