Pesquisa Datafolha no Rio de Janeiro: Paes, 54%; Crivella, 21%

Montagem com fotos de Eduardo Paes (DEM) e Crivella (Republicanos), que disputam o segundo turno das eleições no Rio de Janeiro. Foto: Agência Brasil

Nos votos válidos, Paes tem 71% e Crivella, 29%. Levantamento foi feito nos dias 17 e 18 de novembro

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (19), a primeira do instituto no segundo turno, aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para a Prefeitura do Rio de Janeiro nas Eleições 2020:

  • Eduardo Paes (DEM): 54%
  • Crivella (Republicanos): 21%
  • Nenhum/branco/nulo: 22%
  • Não sabe/Não respondeu: 3%

Destaques por segmento

Segundo a pesquisa, o ex-prefeito Paes amplia a vantagem sobre o atual prefeito entre as mulheres (58% contra 17%); entre os que têm 60 anos ou mais (62% x 21%); entre os mais instruídos (60% x 15%); entre os que têm renda familiar mensal de mais de 10 salários mínimos (70% x 10%); entre os funcionários públicos (65% x 11%); entre os católicos (68% x 10%); e entre os simpatizantes do PT (72% x 11%).

O Datafolha aponta também que Paes recebe maior apoio dos eleitores de Martha Rocha (PDT) e de Benedita da Silva (PT), respectivamente terceira e quarta colocadas no primeiro turno. Entre os que declararam voto em Martha, 64% disseram que votarão em Paes e 10%, em Crivella. Entre os eleitores de Benedita, a proporção é de 68% contra 8% a favor do ex-prefeito.

A pesquisa indica que Crivella lidera entre os evangélicos (46% x 29%).

Votos válidos

  • Eduardo Paes (DEM): 71%
  • Crivella (Republicanos): 29%

O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos. Um candidato é eleito se obtiver 50% mais um dos votos válidos na apuração oficial.

Decisão de voto

  • Está totalmente decidido: 88%
  • O voto ainda pode mudar: 12%

Momento da decisão do voto no primeiro turno

  • Pelo menos um mês antes da eleição: 60%
  • 15 dias antes: 9%
  • 1 semana antes: 10%
  • Na véspera da eleição: 6%
  • No dia da eleição: 13%
  • Outras respostas: 2%

Razões pelas quais não votou no primeiro turno

  • Desinteresse pela eleição/pelos candidatos/não tinha candidato: 29%
  • Saúde/estava doente: 17%
  • Local de votação é muito longe: 10%
  • Estava trabalhando/trabalhou no dia: 9%
  • Pandemia/medo da pandemia/cuidado com a pandemia: 9%
  • Viagem/não estava na cidade: 8%
  • Perdeu o título de eleitor/título suspenso: 5%
  • Estava com Covid: 2%
  • Voto facultativo devido à idade: 2%
  • Outros motivos: 13%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 1.064 eleitores da cidade do Rio de Janeiro
  • Quando a pesquisa foi feita: 17 e 18 de novembro
  • Número de identificação na Justiça Eleitoral: RJ-00503/2020
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Por: G1 Rio 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.