População de Água Preta se revolta com comentários sobre processo eleitoral e defende o mandato do prefeito Noé Magalhães

By 12/02/2021 - 14:00Mata Sul

O prefeito de Água Preta Noé Magalhães responde AIJE movida pelo candidato derrotado Tonhão, o qual acusa Noé de abuso de poder econômico.

Na penúltima quarta-feira, 03/02, aconteceu a audiência no processo movido pelo candidato derrotado, onde foram ouvidas algumas testemunhas de acusação, sendo todas elas cargos comissionados, inclusive secretariados, na época em que o candidato derrotado era vice-prefeito.

As testemunhas de defesa forma todas enfáticas em afirmar que Noé nunca autorizou, participou ou concordou de nenhum ato ilícito.

Apesar das frágeis provas que compõem os autos e do interesse direito das testemunhas na causa, o Ministério Público posicionou-se pela procedência da demanda.

O blog entrevistou o jurista Guilherme Reis, o qual assim se posicionou: “Analisando os autos percebe-se claramente a ausência de prova suficiente para uma condenação. Não entendo a comprovação dessas supostas irregularidades, pois as mesmas são completamente frágeis, não tendo fundamento para a procedência da demanda. Inclusive, na audiência, as testemunhas apresentarem diversas contradições e incoerências. Devemos preservar a democracia acima de tudo e o respeito a opinião do povo levada às urnas, isso é o que fundamenta o nosso estado democrático de direito.”

O blog procurou ainda o prefeito Noé, o qual assim se manifestou: “Estou confiante em Deus, na justiça e no povo que me elegeu. Fizemos uma campanha limpa. As pessoas queriam romper as os atrasos orquestrados pela antiga gestão e fazer Água Preta mudar para melhor. É pra isso que fui eleito e é por isso que vou trabalhar, fazer o melhor sempre. Água Preta finalmente está sendo cuidada com muito respeito com a coisa pública e com todo aguapretano e aguapretana. Meu lema é sempre esse, muito trabalho e pouca conversa.
A justiça com certeza verá o que está claro, fizemos uma eleição limpa, o povo quis nos eleger porque acredita num futuro melhor e estou aqui para que junto com todos aguapretanos e aguapretanas possamos construir uma realidade de progresso.”

O prefeito ainda citou os desmandos deixados pela antiga gestão, com débitos que, em auditoria preliminar, já se verifica ultrapassarem 37 milhões de reais, além do sucateamento e uso da máquina pública em proveito próprio.

“A antiga gestão estava desfalcando Água Preta, usando a gestão para outras finalidades distantes do interesse público. Uma evidência disso é seus secretariados sendo testemunhas em um processo baseado em mentiras, tentando prejudicar a população.”

O prefeito se mostra muito confiante e certo da vitória, nas urnas e na justiça, e afirma que continuará trabalhando com humildade e zelo pela coisa pública.

A popular Maria Clemente afirma: “O povo quer seu Noé. Agora que a gente está vendo as coisas funcionarem. Com 02 meses as coisas já estão andando como não andou em 16 anos.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.