Porto de Suape terá aumento de
47% em importação de cargas em 2021

O Porto de Suape terá crescimento no montante importado de mercadorias em 2021. De acordo com estimativa realizada pela Superintendência Regional da Receita Federal na 4ª Região Fiscal, que compreende os Estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte, o atracadouro, situado em Ipojuca, no Grande Recife, o incremento vai ser de 47% no segmento em comparação com 2020, movimentando US$ 8,19 bilhões.

Esse valor também é superior em 15% ao registrado em 2019, ano em que a economia ainda não havia sido afetada pela pandemia do novo coronavírus.

Para chegar a esses dados parciais, que serão formalmente divulgados a partir da segunda quinzena de janeiro de 2022, a Receita Federal levou em consideração a média diária deste mês de dezembro, que, até o dia 18, já registrava crescimento de 40% no acumulado do ano em relação a 2020. No ano passado, a movimentação de cargas provenientes de outros países sofreu queda de 22% em relação a 2019, em consequência da pandemia que se disseminou por todo o mundo. Até 18 de dezembro, o acumulado de 2021 chegou a US$ 7,79 bilhões.

De acordo com tabela encaminhada pela superintendência, os meses de agosto e outubro foram recordes em importações, este ano, com US$ 901 milhões e US$ 763 milhões, respectivamente. Números como esses trazem um forte impacto na arrecadação federal em decorrência das importações realizadas por Pernambuco (além do Porto de Suape, há acréscimos financeiros pelo Porto do Recife, aeroportos da capital pernambucana e de Petrolina), segundo a Receita Federal. As importações pelo Porto de Suape, no entanto, representam grande parte do que entra em Pernambuco. Em agosto, por exemplo, chegou a 95% do total de cargas transportadas de outros países.

“Os números apontados pela Receita Federal reforçam a posição estratégica do Porto de Suape no Nordeste e no país. O atracadouro pernambucano tem uma localização privilegiada, com um mercado consumidor de 57,3 milhões de pessoas num raio de 800 quilômetros, incluindo 7 capitais de Estado, sendo bastante atrativo para o mercado internacional. A logística de Suape é outro grande diferencial, além da proximidade com outros grandes portos do mundo”, destaca o diretor-presidente da estatal portuária, Roberto Gusmão.

“Esse incremento nos valores da exportação tem sido acompanhado e está atrelado ao crescimento da movimentação de contêineres em Suape. De janeiro a novembro deste ano, por exemplo, já movimentamos 479.101 TEUs (unidade de medida de um contêiner de 20 pés), o que representa acréscimo de 10,2% em relação aos números de 2020. Este cenário, sem dúvidas, favoreceu a melhoria da arrecadação e abre boas perspectivas para 2022”, pontua o diretor de Gestão Portuária de Suape, Paulo Coimbra.

CARGAS

Nessas importações se destacam as indústrias automotivas e de petróleo e gás, sendo os três principais produtos importados: 1º, combustíveis (42% das importações); 2º, veículos e partes/peças de veículos (14% das importações); 3º, máquinas e aparelhos elétricos (6,7% das importações). Já em relação à origem dos produtos, os países que mais exportaram para Pernambuco foram: Estados Unidos (35%), Arábia Saudita (9,3%) e Itália (8,6%).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.