Pré-candidato a vereador pelo PSOL em Olinda inicia processo de escuta popular inspirado em campanha de Marcelo Freixo

 

O jornalista e pré-candidato a vereador de Olinda, Almir Cunha, 27, jovem promessa do Partido Socialismo e Liberdade na cidade Olinda nas eleições de 2020, aposta no processo de escuta popular e participação efetiva de diversos segmentos da sociedade para construir propostas para o seu possível mandato a partir de janeiro de 2021.
A plataforma, chama-se E se a Câmara de Olinda Fosse Nossa? A ideia foi inspirada no correligionário carioca, o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL/RJ), que disputou as eleições de 2016 com proposta semelhante.

Almir conta que adaptou a proposta para o legislativo. No último mês de agosto o pré-candidato psolista reuniu segmentos ligados ao meio ambiente, educação e cultura da cidade. Mais de vinte especialistas das três áreas foram envolvidos no processo. Os encontros acontecem na plataforma Google Meet. “Nós temos dois pilares nesse processo. A escuta popular e a construção coletiva. É assim que pretendemos pautar todas nossas ações, pois entendemos que a política é uma ação coletiva e só entendendo a realidade social é que temos legitimidade para propor bons projetos para a cidade de Olinda”, comenta.

A ideia é que neste mês de setembro Almir compile todas as discussões em propostas direcionados a Câmara Municipal de Olinda. “Assim que iniciarmos às eleições, apresentaremos a população Olindense tudo que foi debatido e encaminhado nesses encontros temáticos”.

Perfil

Almir Cunha é jornalista, tem 27 anos, já foi secretário de comunicação do PSOL Olinda e tem sua trajetória de luta ligada a coletivos culturais e que discutem o direito à cidade. Desde muito cedo envolveu-se com a política e em casa. É filho do ex-prefeito, deputado federal, estadual e vereador de Paulista, Ademir Cunha.

Desde criança mora e estudou em Olinda e foi na Marim dos Caetés que construiu seu círculo de amizade. “Foi em Olinda que iniciei minha militância política, que fiz minhas amizades, que discuto a cidade com muita propriedade e pertencimento. E agora chega esse novo desafio, me envolver na política institucional, que é o espaço onde decidimos os rumos do nosso lugar”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.