Prefeito de São Lourenço ignora direitos dos professores que podem entrar em greve

Prefeitura de SLM

Por força de lei federal, a partir de janeiro de 2020, todos os municípios do Brasil deveriam pagar o piso nacional dos professores, repassando o reajuste de R$ 12,84%, cumprindo o piso salarial de R$ 2.886,24.

Em 2019, a prefeitura de São Lourenço da Mata demorou a enviar para a Câmara de Vereadores o projeto de lei para aprovar o novo piso, fato que deixou os professores sem receber o piso salarial da época por vários meses.

Ontem, 09 de março, os professores fizeram uma manifestação em frente a prefeitura cobrando seus direitos, e entraram em estado de greve(que é um “aviso” às autoridades que podem parar de trabalhar nos próximos dias).

Segue abaixo o resumo do ato de ontem e pauta de reinvidicações:

 

Um comentário sobre “Prefeito de São Lourenço ignora direitos dos professores que podem entrar em greve

  1. Parabéns aos professores que desde o início desse governo do então prefeito Bruno Pereira, têm lutado por seus direitos garantidos por Lei

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.