Prefeitura de Petrolina e Incra iniciam parceria para construção de moradias para famílias de assentamentos rurais

Fotos: Jonas Santos

O prefeito Miguel Coelho e o superintendente regional do Incra, Thiago Angelus, assinaram, nesta terça (20), contratos para a construção de moradias para 21 famílias do Assentamento José Almeida. A iniciativa é o marco inicial para um programa de habitação popular em parceria com a prefeitura para moradores de assentamentos rurais com baixa renda.

Na primeira etapa, o Incra pretende atender mais de 1.500 famílias em Pernambuco. Petrolina já tem asseguradas casas para 50 famílias residentes em condições vulneráveis nos assentamentos. Esse número, contudo, poderá aumentar à medida que o Incra identificar mais moradores com esse perfil.

O prefeito Miguel Coelho destacou a importância social do programa de habitação para os assentamentos. “A princípio serão 50 famílias, pode parecer um número pequeno, mas isso tem um impacto enorme na vida dessas pessoas. Já temos ações de habitação popular na área urbana e em comunidades da zona rural. Agora, junto com o Incra, estamos realizando o sonho dessas famílias de assentamentos que lutam há tantos anos por um lugar adequado para morar”, ressaltou Miguel.

Presente ao evento, o deputado estadual Antonio Coelho lembrou que a primeira comunidade beneficiada pelo programa passará por um grande processo de transformação. “O Assentamento José Almeida será uma referência do que o Incra e as prefeituras poderão fazer juntos. Primeiro, são essas 21 casas, depois o prefeito dará ordem de serviço para obras de abastecimento, além do apoio aos produtores. Dessa forma, as famílias terão mais dignidade e condições melhores para garantir renda”.

Além das novas habitações, os moradores do assentamento receberão títulos de regularização fundiária. “Será a garantia para as famílias do José Almeida que essas terras são suas de direito. Espero poder voltar em breve para concluir esse processo e entregar os títulos”, adiantou o superintendente Thiago Angelus.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.