Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho notificará invasões em áreas de preservação ambiental do Porto de Suape

A Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho notificará desmatamento em microárea de preservação ambiental do município, na praia de Suape. O local fica nas proximidades do Bar do Doido e Bar do Eloi e está inserido do Zoneamento do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental e do Plano Diretor Suape 2030, do Complexo Industrial Portuário de Suape.

Ontem (03) a Secretaria Executiva de Meio Ambiente e o Controle Urbano do Cabo de Santo Agostinho receberam uma denúncia de desmatamento, queimadas e construções irregulares na macroárea de preservação ambiental na Praia de Suape. Ao chegar no local, as equipes identificaram um descampado na área de proteção que estava sendo loteado e um deposito com materiais de construção e utilizados para promover queimadas. Os equipamentos foram apreendidos e o depósito demolido. Os responsáveis pelo ato ainda não foram identificados.

Na operação participaram equipes da Secretaria Executivo de Meio Ambiente, Controle Urbano, guardas municipais, guardas ambientais, Corpo de Bombeiros e 18ª Batalhão da Polícia Militar. Além do descampado, também foram identificadas cerca de 30 construções irregulares. Os responsáveis pelos imóveis serão alvo de um processo administrativo por danos ambientais.

A Secretária Municipal de Planejamento e Meio Ambiente também iniciará um processo de responsabilização pelos danos ambientais nas áreas dos detentores fundiários, em razão da área ser integrante da microárea de conservação ambiental do município. O local está inserido no Zoneamento do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental e do Plano Diretor Suape 2030, do Complexo Industrial Portuário de Suape.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.