Prefeitura do Recife abre 42 novos leitos para Covid-19 na Policlínica Barros Lima

By 06/04/2020 - 13:09BlogFalaPE

Foto: Andrea Rego Barros

O prefeito Geraldo Julio anunciou a criação de mais leitos exclusivos para pacientes com confirmação ou suspeita da Covid-19. Desta vez são mais 42 vagas na Policlínica Barros Lima, em Casa Amarela, Zona Norte do Recife. Com os novos leitos construídos em uma Unidade Provisória de Isolamento (UPI), a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife chega a 148 leitos já em funcionamento para Covid-19, dos quais 34 contam com respirador. Na semana passada, foram abertos 41 leitos de enfermaria na Policlínica Amaury Coutinho, na Campina do Barreto, como parte do Plano Municipal de Contingência Covid-19, outros 65 estão em funcionamento no Hospital da Mulher do Recife.

“Anunciamos hoje a abertura de mais 42 novos leitos para pacientes da Covid-19 na Unidade Provisória que construímos na Policlínica Barros Lima. Com isso nós chegamos a 148 novos leitos em funcionamento, sendo 34 desses com respiradores pulmonares. Essa é a segunda obra concluída de um total de sete que iniciamos logo nos primeiros dias da decretação da pandemia”, anunciou o prefeito Geraldo Julio.

A Unidade Provisória de Isolamento da Barros Lima foi montada em duas semanas na área externa da policlínica, com dois consultórios médicos e 30 leitos de internamento. Para humanizar o ambiente, as paredes receberam aplicação de adesivos que imitam janelas, com fotos de paisagens. A área interna da policlínica passou por readequação e otimização dos espaços físicos para disponibilizar 12 leitos, sendo duas salas vermelhas, equipadas com respirador, para pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) que apresentem piora no quadro de saúde e necessitem de estabilização para posterior transferência, caso necessário. Também para reforçar o atendimento na UPI, a Sesau está fazendo uso de Raio X portátil e concentradores de oxigênio, equipamento móvel que auxilia na oferta de oxigênio para os pacientes.

O prefeito também reafirmou a importância do isolamento social para que o sistema de saúde da cidade não entre em colapso. “Eu gostaria de reforçar o pedido para que todos continuem em casa. A quantidade de óbitos está acelerando no Brasil, é muito importante que todos cumpram a orientação. Se você for fazer a feira ou comprar remédio, vá sozinho, não leve seus filhos ou seus pais. Saia sozinho para fazer somente o necessário. Nós precisamos aumentar o isolamento e isso só será possível se todos ficarem em casa”, reiterou.

Para quem precisa de outros tipos de atendimentos de emergência, o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) da Barros Lima continua funcionando normalmente, devidamente separado da área onde ficam os pacientes com sintomas de síndrome gripal, para evitar contaminação. Para tirar todos esses leitos do papel, a Prefeitura do Recife anunciou, na última quinta-feira (2), um pacote para reduzir em R$ 180 milhões as despesas com revisão de contratos de prestação de serviço, consultorias, locação de veículos, combustível, energia elétrica, materiais de consumo, além de novos aluguéis, passagens aéreas e diárias.

No total, o prefeito Geraldo Julio já anunciou 371 leitos para atendimento às pessoas infectadas com o novo coronavírus – 163 nas policlínicas e 208 no Hospital da Mulher do Recife (HMR), no Curado, com 78 respiradores pulmonares para os casos mais graves. Na terça (31), ficaram prontos os 41 leitos da Unidade Provisória de Isolamento (UPI) da Policlínica Amaury Coutinho, na Campina do Barreto, também na zona norte. No último dia 30, a Prefeitura abriu mais leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 no HMR, que já conta com 31 leitos de UTI e 34 de enfermaria prontos.

Ações – O prefeito Geraldo Julio também deu um panorama das ações da Prefeitura desde a criação do Plano Municipal de Contingência Covid-19. “Esta semana nós faremos a entrega de mais 90 mil cestas básicas para as famílias dos alunos da nossa rede municipal de educação. O abrigo provisório que nós montamos para abrigar as pessoas em situação de rua já recebeu seus primeiros casos e essas pessoas estão em isolamento. O restaurante popular, que atende também às pessoas em situação de rua, já distribuiu desde o início da pandemia 25 mil marmitas e o abrigo noturno Irmã Dulce já acolheu cem pessoas”, afirmou o prefeito.

“Para ajudar as pessoas a ficarem em casa, também fizemos um aplicativo, o Atende em Casa, que já orientou mais de 8 mil pessoas. Foram menos 8 mil que não precisaram sair de suas casas e puderam tirar suas dúvidas sobre a própria situação de saúde. Outro aplicativo que fizemos foi o Movimenta Recife, que está ajudando as pessoas a se exercitarem em casa. Ele já alcançou 30 mil pessoas. O fechamento das praias e dos parques foi outra importante ação para minimizar o impacto do coronavírus e com a medida nós conseguimos que 48 mil pessoas a mais ficassem em casa” pontuou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.