Prefeitura do Recife inicia construção do Compaz Ibura

Foto: Edson Holanda/ PCR

Quinta unidade da fábrica de cidadania chega com investimento de R$ 10,8 milhões e prazo de duração da obra estimada em 14 meses

A Prefeitura do Recife dá mais um passo para combater a violência na cidade com ações de inclusão social e o fortalecimento comunitário, valorizando a Cultura de Paz. Nesta quinta-feira (18), o prefeito João Campos realizou uma vistoria no canteiro das obras do Compaz Paulo Freire, na divisa dos bairros do Ibura e Cohab. Com investimento de R$ 10,8 milhões e prazo de duração da obra estimado em 14 meses, a intervenção é coordenada pelo Gabinete de Projetos Especiais, em parceria com a Secretaria de Segurança Cidadã, que administra as unidades. A cidade já conta com quatro equipamentos desta iniciativa que recebeu este ano o principal prêmio da ONU para políticas públicas.

“Vamos fazer aqui o Compaz mais alto que o Recife já viu. Serão quatro andares e mais de 3.300 metros quadrados. Aqui, vim com o coração cheio de emoção. O dia de hoje mistura muita coisa”, declarou, emocionado, o prefeito João Campos. “Quando a gente tiver esse Compaz do Ibura pronto, vamos ter a oportunidade de ver essas crianças daqui, dos seus 3 aos 15 anos de idade, todo dia, podendo vir aqui à tarde e colocar um livro na mão. Uma criança que passar a sua juventude lendo, entrando numa biblioteca, nunca vai portar uma arma para cometer um crime. Tenho certeza disso. Temos que defender isso, porque o símbolo do Brasil não pode ser uma arma. Tem que ser um livro, um lápis, uma escola, uma biblioteca. Em vez de falar em violência, vamos construir oportunidades”, cravou.

O Compaz possuirá 3.326m² de área construída distribuídos em quatro pavimentos, proporcionando para a região serviços prioritários de atendimento básico à população como Procon, CRAS e CREAS, Central de CadÚnico, Junta Militar e Atendimento à Mulher. Haverá também projetos para fortalecer o social e o pedagógico voltados para cidadania, cultura de paz e não violência, através de salas de estudos no contraturno escolar, Unidades de Tecnologia na Educação e Cidadania (UTEC’s), espaço para a primeira infância – bebeteca (espaço de leitura especialmente voltado para bebês), e atividades esportivas e culturais, danças, artes e multidisciplinares, auditório e mirante.

“Hoje, Recife, e particularmente o povo do Ibura e bairros vizinhos, começa a receber um equipamento que tem sido referência no Brasil inteiro e tem transformado notadamente a vida das pessoas”, disse Murilo Cavalcanti, secretário de Segurança Cidadã. “Tudo através da arte, da educação, da promoção da cidadania, da mediação de conflitos, da cultura do esporte e do lazer. O Compaz é isso: o centro comunitário da paz. É uma política pública reconhecida no Brasil e premiada internacionalmente. Com certeza, vai transformar a vida das pessoas que mais precisam dessas políticas na vida”, acrescentou.

O Centro Comunitário da Paz (Compaz) foi concebido com foco na prevenção à violência, inclusão social e fortalecimento comunitário. Baseado em experiências colombianas de urbanismo social e de outras fontes de espaços de cidadania, conhecidos como “Fábricas de Cidadania”, os equipamentos se destacam tanto pela estrutura, quanto pelos serviços e atendimentos oferecidos. O Compaz é gerido pela Secretaria de Segurança Cidadã da Prefeitura do Recife e possui sob sua coordenação quatro unidades em funcionamento: Compaz Governador Eduardo Campos, primeiro a ser construído e fica no Alto Santa Terezinha; Compaz Escritor Ariano Suassuna foi o segundo e fica localizado no bairro do Cordeiro; o bairro da Caxangá também conta com uma unidade, o Compaz Governador Miguel Arraes; e  no coração da comunidade do Coque, no bairro de Joana Bezerra, fica o Compaz Dom Hélder Câmara.

Vizinha do equipamento que está em construção, Thainá Estevam, 28 anos, está feliz com o início das obras. “O Compaz vai beneficiar muita gente, principalmente os jovens. Terá muita coisa para ocupar a cabeça das crianças. Tenho duas filhas. Andrea Maria, 3 anos, e Clara, de 5 meses. Com certeza, será uma ferramenta muito boa para elas. Toda essa área será valorizada. Aqui era uma quadra sem nada. Era estacionamento de carro velho. Com o Compaz, tudo isso muda”, comemorou.

ONU – Pela excelência no serviço prestado à população, a Rede Compaz vem se destacando mundialmente em premiações, como em 2019, foi escolhido como o melhor projeto de redução de desigualdade social do País, pelo Programa Cidades Sustentáveis e pela Oxfam Brasil. O prêmio tem como finalidade reconhecer projetos nacionais de larga escala social, que tenham impacto em vários setores. Recentemente, em junho de 2022, ganhou o Prêmio de Serviço Público das Nações Unidas que melhor contempla os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e excelência no serviço público. Os equipamentos municipais foram avaliados por critérios da ONU como iniciativa de relevância e qualidade, servindo de referência internacional no atendimento à população.

O reconhecimento das políticas do Compaz ocorreu por causa da correlação entre a localização dos centros e a redução das taxas de criminalidade nessas áreas. Os beneficiários diretos e indiretos das quatro unidades do Compaz em operação hoje são residentes em um raio de 3 km de cada equipamento, e correspondem a 30,3% da população do Recife. Duas unidades foram avaliadas. No Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro, a média móvel mensal de crimes violentos e letais dolosos revelou uma queda de -5,8% dois anos após o lançamento do equipamento. No Compaz Eduardo Campos, no Alto Santa Terezinha, a queda foi ainda mais expressiva: -13,8%.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.