Prefeitura do Recife inicia nova etapa das obras da Ponte Engenheiro Jaime Gusmão

By 19/10/2022 - 13:13Pernambuco

Os pilares de sustentação da ponte já foram erguidos nos bairros da Iputinga e do Monteiro e os escoramentos estão prontos. A nova fase consiste no início da colocação da laje de concreto

A Prefeitura do Recife iniciou uma nova etapa das obras da Ponte Engenheiro Jaime Gusmão, que ligará os bairros da Iputinga e do Monteiro. É que a laje de concreto já está sendo colocada, após a instalação dos pilares de sustentação que foram erguidos dos dois lados do equipamento (Iputinga e Monteiro). Segundo a Autarquia de Urbanização do Recife (URB), a obra está seguindo o cronograma previsto. O prefeito do Recife, João Campos, vistoriou o serviço, no lado do bairro Monteiro, na manhã desta quarta-feira (19), ao lado da secretária de Infraestrutura da cidade, Marília Dantas.

“A obra da ponte que liga a Iputinga ao Monteiro está sendo realizada a todo o vapor e a gente tem acompanhado o trabalho sempre de perto. A obra está sendo feita com o maior zelo e carinho, sendo projetada pelas pessoas, construída pelas pessoas e que depois será utilizada pelas pessoas. Há 15 anos não tinha uma nova ponte no Recife. Essa é uma grande ponte que está sendo construída, que está gerando emprego e renda para quase 100 pessoas que trabalham somente aqui. A gente consegue colocar a engenharia à serviço da cidade”, destacou o prefeito.

Após a instalação dos pilares e a conclusão de seus escoramentos foi iniciada a fase da superestrutura da obra que é a colocação da laje de concreto. Com a instalação, serão colocados na sequência os balanços sucessivos na cabeceira do Monteiro para escorar a estrutura. A previsão de conclusão da obra da ponte é agosto de 2023. “A subida da laje foi iniciada no lado do Monteiro. Vamos ter um equipamento que irá melhorar a capacidade de tráfego da região”, informou o presidente da URB, Luís Henrique Lira. 

A Ponte Engenheiro Jaime Gusmão tem estrutura de 170 metros de extensão e integra o projeto do sistema viário dos bairros da Iputinga e Monteiro. Estão sendo investidos R$ 38 milhões e serão beneficiadas diretamente 58 mil pessoas. Será um importante investimento para a mobilidade da área e suprirá uma necessidade de interligação entre as duas margens, já que não existe nenhuma ponte para veículos num trecho de quase 5 km do rio. 

Para compor a integração dos dois bairros, a Prefeitura do Recife realizará também, posteriormente, a adequação do sistema viário para composição da semiperimetral, ligando a Avenida Maurício de Nassau (Paralela da Caxangá) e a Avenida 17 de Agosto. Esta obra incluirá a requalificação de 15 vias do entorno nas duas margens, totalizando 4,5 km. 

O marteleteiro José Benedito Filho, 59 anos, que está trabalhando na obra junto a dois filhos, lembrou que o serviço vai beneficiar os transeuntes futuramente, mas agora já beneficia os trabalhadores da construção civil com a geração de empregos. “Eu estou fazendo essa obra com gosto há seis meses. E tenho dois filhos que também estão  trabalhando aqui, Adevaldo e Joelson, que estão no lado da Iputinga. Uma obra assim gera muito emprego, é uma grande vantagem para a gente, para o povo, e também para a Prefeitura porque é uma obra bonita”, disse ele. Atualmente, a obra da Ponte do Monteiro está empregando 97 pessoas. 

OBRAS – Outra ponte importante que está sendo construída na cidade cruza o rio Morno, ligando os bairros de Beberibe e Dois Unidos, como parte de uma nova via radial que criará um novo acesso entre a região do Arruda à BR-101. A ponte está sendo construída em concreto armado, com extensão de 30m e largura de 14m, tendo duas faixas de rolamento, ciclovia e passeios.

A Prefeitura do Recife vai construir também a ponte Areias-Imbiribeira, sobre o Rio Tejipió, para melhorar a interligação entre as avenidas Recife e Mascarenhas de Morais. A intervenção beneficiará diversos modais de transporte, numa extensão total de 2,3 quilômetros, incluindo a construção da ponte com 335 metros de comprimento e o alargamento das avenidas Tapajós e Engenheiro Alves de Souza, entre outras melhorias. O edital da licitação da obra, que terá investimentos de cerca de R$ 100 milhões, com recursos de financiamento da Caixa/FGTS e contrapartida municipal de 25%, já foi publicado no Diário Oficial do Município.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.