Prefeitura do Recife paga Bônus de Desempenho Educacional para os professores

Benefício é o maior da história da rede municipal e é destinado aos profissionais das escolas que cumpriram parcial ou integralmente as metas pactuadas com a gestão

 

 

Com o intuito de valorizar ainda mais os profissionais que fazem a Rede Municipal da cidade e melhorar a aprendizagem dos estudantes, a Prefeitura do Recife realiza, por meio da Secretaria de Educação, o pagamento do Bônus de Desempenho Educacional 2022. A quantia é destinada aos professores das escolas que cumpriram parcial ou integralmente as metas pactuadas com a atual gestão, com base nos indicadores oficiais de avaliação, como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e o Índice do Desenvolvimento da Educação de Pernambuco (IDEPE). Ao todo, será realizado um investimento de mais de R$ 14 milhões, sendo 2.924 professores contemplados e 168 unidades agraciadas. Este é o maior bônus pago pela PCR na área da educação. Os valores variam entre dois níveis, sendo o Nível 1 de R$ 3 mil reais e o Nível 2 de R$ 6 mil reais, com o pagamento do bônus já sendo realizado na folha deste mês de outubro.

 

“A gente chega aqui para consolidar um dia histórico para nossa educação. Eu costumo dizer que todo mundo fala que educação é prioridade e é raro você ver alguém falar diferente nisso. Mas poucas pessoas definem e decidem colocar isso como prioridade no orçamento da gestão. Quando a gente fala que educação é prioridade é porque a gente tem aqui a disposição de botar R$ 14 milhões para o pagamento deste bônus”, explica o prefeito João Campos. “E a gente sabe que a maior parte da nossa rede é composta pelos anos iniciais e por que não os anos iniciais estarem contemplados também no bônus? Isso é muito importante para gente porque precisamos criar uma cultura de bonificar, de reconhecer, em todos os sentidos, aqueles que alcançaram o bom desempenho”, acrescentou.

 

Terá direito ao benefício o profissional que estiver com sua lotação principal em uma escola contemplada e pertencer a um dos seguintes grupos: professores no exercício da docência nas turmas (inclusive os contratados temporários), gestores, vice-gestores e coordenadores pedagógicos; professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE das salas de recursos multifuncionais), professores do Programa Manuel Bandeira de Formação de Leitores nas bibliotecas e ter trabalhado por pelo menos seis meses em 2021 em escola contemplada. O foco da bonificação é motivar ainda mais os profissionais no fortalecimento da aprendizagem dos estudantes, auxiliando na melhoria dos resultados educacionais.

 

É importante destacar que, além das escolas de Anos Finais do Ensino Fundamental, o benefício também vai contemplar pela primeira vez escolas de Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Durante o ano, as metas são pactuadas e as avaliações realizadas para que, no ano seguinte, os resultados sejam calculados e o bônus pago aos servidores das unidades. 

 

“Estamos muito contentes com mais essa conquista da Rede Municipal do Recife. Sabemos do esforço desses profissionais diariamente no chão da escola, com a responsabilidade de formar nossos estudantes e fazer a educação recifense avançar cada vez mais. Esse é um reconhecimento da Prefeitura do Recife pelo belo trabalho realizado nas salas de aula. Queremos e vamos seguir avançando cada vez mais”, comemorou o secretário de Educação do Recife, Fred Amancio.

 

Desempenho do IDEB – O pagamento do BDE ocorre no momento em que a Rede Municipal de Ensino do Recife também comemora os bons resultados da Avaliação do IDEB. A capital pernambucana teve o melhor desempenho entre os municípios da Região Metropolitana nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, alcançando o 1° lugar com média 5,3. É importante destacar que a Rede do Recife não avançou apenas nos resultados de Anos Iniciais, mas também no IDEB dos Anos Finais. Na última amostragem, o município alcançou 5,0 pontos, uma elevação em relação aos 4,7 que pontuou em 2019. Nas duas modalidades, inclusive, o Recife conseguiu ficar acima da média dos municípios pernambucanos, que marcam 5,1 em Anos Iniciais e 4,7 em Anos Finais, respectivamente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.