Prefeitura do Recife vai sanear 350 ruas na Bacia do Beberibe com investimentos de R$ 56 milhões

Foto: Diego Nigro/PCR

Obras beneficiarão mais de 36 mil pessoas que moram em nove bairros da Zona Norte. Prefeito João Campos fez o anúncio na tarde desta quinta-feira (30) na Prefeitura do Recife

Ciente da importância do saneamento básico para prevenir doenças e aumentar a qualidade de vida da população, o prefeito João Campos anunciou investimentos na área neste penúltimo dia do ano. A Bacia do Beberibe, na Zona Norte do Recife, receberá o total de R$ 56.078.344,69 para a ampliação do sistema de esgotamento sanitário da região. As obras beneficiarão 350 ruas distribuídas em nove bairros e serão executadas pela Prefeitura do Recife, com recursos oriundos de operação de crédito contratada junto à Caixa Econômica Federal. O Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) do Beberibe vai beneficiar 36.633 moradores com a ampliação do sistema de esgotamento sanitário, incluindo redes coletoras de esgoto, ramais prediais e ligações intradomiciliares. A contrapartida municipal é de R$ 2.803.917,25, o equivalente a 5% do total.

“Hoje é dia 30 de dezembro e o ano segue a todo vapor. A gente está aqui com a equipe da Caixa Econômica, quero aqui agradecer a Caixa Econômica por todas as parcerias, a disponibilidade de estar ajudando o Recife; e também à equipe da Prefeitura, à secretária Érika, de Saneamento, a assessora especial que faz a captação, à secretária Mayra, de Finanças, e toda a equipe. A gente acabou de assinar um contrato de R$ 56 milhões para, com isso, conseguir sanear mais de 350 ruas na nossa cidade na Bacia do Beberibe”, anunciou João Campos. “É uma ação importante que a gente vai consolidar na infraestrutura da cidade, contando sempre com a parceria da Caixa Econômica, e todo o time que tem um cuidado especial com a cidade e tem o desejo de ver também o Recife se desenvolvendo. Então é dia 30 e a gente termina o ano com essa grande notícia”, completou.

Serão implantados 81 km de rede coletora, com 731 ligações intradomiciliares (obras civis e materiais hidráulicos) para famílias com renda familiar até R$ 1.600,00 mensais. Os bairros beneficiados são Dois Unidos, Linha do Tiro, Beberibe, Porto da Madeira, Fundão, Vasco da Gama, Alto José Bonifácio, Brejo de Beberibe e Alto Santa Terezinha. Além das obras em si, que ficarão sob a responsabilidade da Secretaria de Saneamento, o financiamento será utilizado para elaboração de projetos executivos, ações de preservação ambiental, trabalho social, administração, gerenciamento e avaliação das intervenções.

O SES Beberibe complementará as intervenções do PAC Beberibe, atualmente em execução na mesma área. O sistema de esgotamento sanitário a ser implantado vai alimentar a rede coletora que está sendo construída com a nova avenida radial às margens do Rio Beberibe, de onde os dejetos serão encaminhados para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Minerva, já existente. As obras do SES Beberibe se desenvolverão nas áreas próximas às intervenções do PAC Beberibe, especificamente os lotes 2 e 3.

Atualmente, grande parte do esgoto da região é lançado “in natura” em sistemas precários de drenagem, nos córregos e nos rios Beberibe e Morno. Na área atendida existem 35 comunidades de interesse social, das quais 24 totalmente inseridas e 11 parcialmente inseridas. O investimento trará resultados expressivos na qualidade de vida e condições de saúde pública da população, em especial no combate às arbovíroses como a dengue, zika e chikungunya.

OBRAS – O programa PAC Beberibe vem desenvolvendo um conjunto de obras de reorganização urbana na bacia do Rio Beberibe. Estão sendo realizadas a requalificação das margens; a construção de nova avenida radial e de equipamentos urbanos; a melhoria da micro e da macrodrenagem e o esgotamento sanitário das residências; além do reassentamento de famílias residentes de forma inadequada na área de intervenção da obra.

Está sendo construída uma nova avenida radial nas margens do Rio Beberibe, que quando estiver pronta terá mais de 8 km entre o canal do Arruda e a BR-101, incluindo as vias já existentes, e fará a conexão até as proximidades da Avenida Agamenon Magalhães. Os lotes 1 e 2 já foram entregues. Está sendo feita, também, a ponte do Rio Morno, que deve ficar pronta em meados de 2022. Tudo isso é possível porque a Prefeitura do Recife retirou mais de 2,2 mil famílias que moravam em condições precárias na beira do rio, das quais cerca de 1,6 mil foram relocadas para 16 conjuntos habitacionais e os demais receberam indenização ou auxílio moradia.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.