Professores denunciam irregularidades em concurso público de Belo Jardim

Em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, candidatos aprovados em concurso público realizado pela Prefeitura, para contratação de professores da Educação Básica para Rede Municipal de Ensino, cobram convocação da Secretaria de Educação do município. O certame foi realizado em dezembro de 2019 e homologado em junho deste ano.

De acordo com os participantes aprovados, a Prefeitura da cidade teria atrasado a homologação do concurso, que segundo os candidatos, deveria ter ocorrido no dia 31 de março de 2020. Os professores alegam que o exame só foi homologado no dia 10 de junho, após protestos dos aprovados nas redes sociais.

Um candidato aprovado, que preferiu não se identificar, afirmou que o prefeito de Belo Jardim, Hélio dos Terrenos (PTB), se recusa a convocar os classificados no certame por uma suposta recomendação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). “Agora, o prefeito se recusa a convocar os aprovados alegando que o MPPE orientou a não convocação desses aprovados. No entanto, é uma mentira, já que a orientação é para convocação de aprovados em concursos homologados entre três meses antes do dia de votação eleitoral”, pontuou.

Ainda segundo o candidato, a Rede Municipal de Ensino de Belo Jardim não consegue dar assistência necessária aos alunos da cidade. “Em decorrência disso, a educação está um caos, já que os professores aprovados não estão sendo convocados para dar assistência às turmas de alunos de todo o ensino fundamental da rede municipal”, afirmou.

O participante preferiu não se identificar porque tem receio de sofrer retaliações por parte da administração municipal. Até a publicação desta matéria, o prefeito Hélio dos Terrenos não se manifestou sobre o assunto.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.