Programa Moradia Legal: 168 famílias do Loteamento Porta Florada II recebem títulos de propriedade do prefeito de Gravatá

By 08/12/2022 - 12:05Pernambuco

Consideradas um verdadeiro presente de Natal, entregas representam o compromisso da gestão com a moradia digna

Mais 168 famílias do Loteamento Porta Florada II vão começar o novo ano com o título de propriedade nas mãos.

Elas vão se somar a outras 120 que receberam a mesma garantia de moradia digna, em março, no aniversário de Gravatá deste ano.

A conquista foi celebrada com evento, no clube AABB, na noite da quarta (07), com a presença do prefeito de Gravatá, Joselito Gomes, a primeira-dama e secretária de Assistência Social e Juventude, Viviane Facundes, além dos futuros moradores do loteamento e de autoridades, como secretários municipais e executivos, do representante da Associação dos Registradores de Imóveis de Pernambuco – ARIP e Associação dos Notários e Registradores do Brasil – ANOREG, na pessoa de Diniz de Carvalho, da representante do TJPE, a coordenadora adjunta Sara Lima, e dos vereadores: Cabritinha, Leandro do Transporte Alternativo, Nego Suíno e Bruno Sales.

Na ocasião, o presidente do TJPE, o desembargador Luiz Carlos Figueiredo, não pôde estar presente na solenidade, mas falou algumas palavras por meio de vídeo. “O Programa Moradia Legal é uma soma de um esforço conjunto do poder judiciário, da ARIPE e ANOREG, da UFPE, das prefeituras municipais, com tantos títulos que já foram entregues e muito que ainda estão para entregar. Alguns obstáculos, como a pandemia e o custo elevado, já que tudo é entregue gratuitamente, estamos destravando. Vamos avançar e buscar aquilo que nos une. O povo merece esse esforço conjugado”.

Lucleia Eliete da Silva, 33 anos, agricultora, mora na casa de número 04 há 21 anos . “A toda semana era máquina, carro de polícia, demolição das casas, derrubada das nossas cercas e a gente não podia fazer nada. De lá para cá foi uma luta e nunca resolviam nossa causa. A gente vivia na insegurança, sem saber o dia de amanhã. Daí chegou o prefeito Joselito Gomes e isso mudou. Ele já chegou trabalhando, correndo atrás e ele está de parabéns por entregar esse título para a gente. A gestão dele é muito boa”.

Alef Gabriel dos Santos, 21 anos, assistente geral. Mora há 5 anos na casa e agora está tranquilo com o título de propriedade. “Com certeza foi uma grande vitória. Agradeço ao prefeito e todos que colaboraram com isso, pois agora me sinto aliviado”.

Maria Severina de Lira, aposentada, 74 anos, falou agradecida: “é uma grande conquista e agradeço a Deus e ao prefeito. Se não fosse essa ajuda seria muito difícil da gente fazer uma escritura. Estava sonhando com isso e foi um grande presente”.

O coordenador dos Programas de Regularização Fundiária de Gravatá, Renné Gonçalves, disse: “esta é a segunda etapa que a gente está entregando os títulos aos moradores que faltavam e nessa ocasião foram 168 títulos que asseguram de fato o direito do imóvel das pessoas daquela localidade mostrando o compromisso que a gestão do prefeito Joselito Gomes tem com a questão social do nosso município. Enquanto ex gestores iam àquela comunidade para derrubar as casas deles, o prefeito Joselito Gomes foi até lá para dar dignidade e assegurar a propriedade daquele imóvel para cada cidadão daquela localidade”.

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural de Gravatá, Lula do Padre, fala sobre o passado de terror que esses moradores viviam. “Esse momento aqui é uma comprovação do compromisso do prefeito com as camadas menos favorecidas de Gravatá. Como eu disse em outras ocasiões, que no passado mandavam máquinas para derrubar as casas, hoje o povo está com um sorriso estampado nos lábios recebendo o título de propriedade dado pelo prefeito Joselito Gomes. É assim que se cuida das pessoas, é assim que se valoriza o voto recebido e é mais uma demonstração de que o povo de Gravatá fez a escolha certa. Vemos que Gravatá continua marchando a passos firmes e luta para a concretização de um sonho: de que todos sejam cuidados”.

O prefeito Joselito Gomes fala do compromisso em servir a população e entregar resultado como esse comemorado na quarta (07). “As pessoas estavam sempre preocupadas nos bairros da cidade, sempre falavam que não tinham o documento do imóvel onde residiam. Então chega o Programa Moradia Legal, através do Tribunal de Justiça de Pernambuco, prefeitura municipal, cartório, e outros atores. Uma decisão política com determinação, nós organizamos toda uma equipe e iniciamos esse trabalho que apresenta resultado em tão pouco tempo. É importante se dizer que a casa é própria e isso fortalece a dignidade de cada cidadão e cidadã. Esse é o trabalho que vamos continuar fazendo para que mais pessoas sejam beneficiadas e tenham a partir de agora sua documentação correta, registrada em cartório a respeito do seu imóvel. Isto traz segurança para o proprietário e é uma satisfação para nossa gestão realizar esse tipo de trabalho, porque nosso compromisso é com as pessoas”.


Foto: Anderson Souza e Ednaldo Lourenço (SECOM)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.