Programa Vovô Amigo resgata autoestima de idosos em Petrolina

O envelhecimento é um processo que pode resultar em mudanças sociais e emocionais no ser humano. Nessa perspectiva, o Programa Vovô Amigo, coordenado pelo Transforma Petrolina, tem atuado para melhorar a qualidade de vida de idosos através de atividades lúdicas realizadas nos Centros de Convivência de Idosos (CCI) no município.

O aposentado Joaquim Chaves, de 72 anos, aprendeu a tocar tambor no novo projeto do Vovô Amigo “Sons de Pernambuco” e, para ele, a experiência mudou sua vida. O idoso frequenta, há cinco anos, o Centro de Convivência de Idosos Vó Pulú e diz que atividades como essa melhoram seu dia a dia. “Sou viúvo há um ano e quatro meses e se eu não tivesse participando de tudo isso eu não sei como seria. Eu adoro isso daqui. Nos dias que não têm programação eu sinto muita falta”, comenta.

As aulas do projeto “Sons de Pernambuco” são ministradas pelo professor Wellington Michellone e contam com instrumentos de percussão, como caixa, afaia, tamborim, agogô e pandeirola. Além de aprenderem ritmos como Ciranda, Maracatu, Frevo e Baião, a atividade também aperfeiçoa a coordenação motora, aumenta a concentração, estimula a audição rítmica e a capacidade de percepção de direção do movimento e velocidade.

De acordo com a coordenadora do Programa Vovô Amigo, Beatriz Carvalho, a música é indicada pelos profissionais de saúde como ações terapêuticas, preventivas e de socialização. “ Em nosso novo projeto, os idosos desenvolvem habilidades e ainda melhoram sua saúde e autoestima. Estamos muito felizes por isso”, afirma.

Foto: Ascom

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.