Projeto Leitura na Esquina intensifica trabalho nas escolas do Paulista

Biblioteca itinerante conta com cinco mil publicações

A Secretaria de Educação do Paulista começa a intensificar o Projeto Leitura na Esquina. O trabalho funciona com uma biblioteca itinerante, montada em um trailer, que percorre as unidades de ensino da rede municipal. Nesta quarta-feira (05.10), às 9h, o equipamento vai estar na Escola Margarida Sampaio. O serviço conta com um acervo de cinco mil publicações de literatura infantojuvenil. Durante a ação, são promovidos contação de estórias, jogos de leitura, empréstimo de livros, entre outras atividades. A unidade de ensino fica na Rua Pedra Dourada, s/n, Loteamento Conceição (Casinhas), após a lombada da PE-22. 

O projeto, desenvolvido  pelo coordenador das Bibliotecas Escolares do Paulista, Gláucio Ramos, foi vencedor na categoria “Incentivo à leitura”, no Prêmio Candango, onde várias instituições falantes da língua portuguesa do mundo estavam concorrendo. Para o fundador, o prêmio foi um grande impulsionador para o projeto. “Ele nos incentivou a continuar fazendo nosso trabalho, ganhamos mais visibilidade e vamos continuar ajudando esses jovens, para que nós continuemos seguindo no caminho certo”, destacou Gláucio. 

O trabalho tem mais duas ações focadas na formação de leitores: Projeto Aconchego da Leitura e o Paulista de Carona com a Poesia. O “Aconchego da Leitura” é um projeto que busca implantar espaços de leitura em escolas públicas que não têm bibliotecas. Já o “Paulista de Carona com a Poesia” é um concurso de produção de poemas. Atualmente, o projeto conta com o apoio da Secretaria de Educação, Coordenação de Biblioteca, da Gerência de Espaços Ampliados de Aprendizagem, além da Junqueira Viagens, do CNA Paulista e do Sindicato dos Professores (Sinprop).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.