PSB de Pernambuco reúne militância no XV Congresso Estadual do partido

By 12/12/2021 - 17:18Pernambuco

Durante o evento, legenda deliberou que apresentará um candidato a governador filiado ao partido nas eleições de 2022

O PSB de Pernambuco deliberou, neste domingo (12), durante o XV Congresso Estadual da legenda, que deverá apresentar um candidato a governador filiado ao partido nas eleições de 2022. O apoio à decisão foi aclamado pela militância socialista, que esteve presente em peso na Assembleia Legislativa (Alepe), no Recife, onde foi realizado o evento. Na ocasião, Sileno Guedes, à frente do PSB desde 2011, foi escolhido para seguir na presidência estadual do partido. O prefeito do Recife, João Campos, foi eleito 1º vice-presidente estadual. O mandato deles e dos demais membros da Executiva, também escolhidos no congresso, será de três anos.

Durante a mesa solene do evento, o governador Paulo Câmara, que é vice-presidente nacional do PSB, ressaltou o papel histórico do partido na trajetória de Pernambuco e do Brasil, posição que, segundo ele, continuará sendo fundamental no contexto da sucessão ao Governo do Estado e da escolha do próximo presidente da República, em 2022. O gestor citou também a preocupação com a área social, a saúde, a segurança e a educação como marcas dos governos do PSB, em contraponto a um cenário de desmonte de políticas públicas e de má gestão nos setores político, econômico e social vivenciado no âmbito do Governo Federal.

“A Frente Popular, no próximo ano, vai, mais uma vez, mostrar sua história, mostrar a que veio e por que governa há tanto tempo este estado. Pernambuco chega a 2022 altivo, sereno, trabalhando, no caminho certo. Não podemos deixar, de maneira nenhuma, que o Brasil continue a ser governado da forma que está sendo governado e que Pernambuco ande para trás”, cravou.

No mesmo sentido, o prefeito João Campos lembrou que as decisões que o povo brasileiro terá que tomar em 2022 não serão triviais e que é preciso que as forças democráticas estejam irmanadas. “O campo democrático, que um dia resistiu à ditadura, conseguiu entregar uma democracia e construir um estado democrático de direito muito mais sólido para as gerações futuras, terá que ter a capacidade e a maturidade de se juntar para derrotar o governo Bolsonaro. A política nasce da capacidade de uma relação civilizada, diferente do que está colocado aí, que é a antipolítica e não representa o Brasil de verdade”, afirmou. “O PSB de Pernambuco, como maior colegiado do partido no Brasil, vai ter uma responsabilidade na condução desse debate”, complementou.

Já o presidente estadual do PSB em Pernambuco, Sileno Guedes, classificou como corajosa a posição da legenda de se revisitar internamente, por meio do projeto da autorreforma, buscando apontar para o futuro sem deixar de lado suas pautas históricas. “O PSB hoje se coloca como o espaço mais apropriado para fazer política na esquerda brasileira. Não vai haver discussão sobre a eleição presidencial do ano que vem sem que o PSB seja uma voz presente nas grandes decisões. O PSB é o partido que está organizado e o espaço plural mais democrático na esquerda democrática. O PSB tem condição de abrigar todos que sonham e que querem um Brasil diferente do que está posto hoje”, declarou, exaltando o papel dos segmentos na dinâmica interna do partido.

Estiveram presentes no Congresso Estadual representantes do PSB nacional, deputados federais e estaduais, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores filiados ao partido, além de lideranças de outras agremiações que compõem a Frente Popular de Pernambuco, como a vice-governadora Luciana Santos, presidente nacional do PCdoB; o deputado federal Silvio Costa Filho, presidente estadual do Republicanos; e o deputado federal Wolney Queiroz, presidente estadual do PDT.

Além dos representantes da Executiva do PSB em Pernambuco, também foram eleitos no congresso os membros do diretório estadual e os componentes dos sete segmentos do partido: Mulheres, Raça e Etnia, Juventude, Movimento Popular, Movimento Sindical, LGBT e Pessoa com Deficiência. Ainda durante o evento, foram escolhidos os delegados que representarão Pernambuco no Congresso Nacional do PSB, previsto para ocorrer em abril, em Brasília.

HOMENAGEADO – O XV Congresso Estadual do PSB homenageou José Rodrigues da Silva, militante histórico do partido. Ele faleceu em outubro, aos 81 anos, em Bom Jardim, no Agreste pernambucano, onde viveu e trabalhou até seu último dia em favor do homem e da mulher do campo. Sua companheira de vida, Georgina Delmondes, acompanhada dos filhos, recebeu um placa em celebração ao legado de José Rodrigues. “Ele foi um grande lutador. Precisamos atuar forte dentro do partido e dentro dos movimentos sindicais para continuar lutando contra tantas injustiças vivenciadas no campo”, discursou.

FILIAÇÃO – O evento também ficou marcado pela filiação da ex-reitora da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Maria José de Sena, pré-candidata a deputada federal. Em seu discurso, a professora exaltou os ideais do PSB como motivos pelos quais optou pelo partido. “Recebi muitos convites, mas escolhi o PSB porque acredito que a resolução de problemas como as injustiças estruturadas passa pela preocupação com a educação e com o bem-estar das pessoas, e é algo que enxerguei aqui. Sou filha de trabalhadores rurais e cresci ouvindo falar de Miguel Arraes. Temos afinidades com estes princípios: tirar da miséria, dar acesso à escola e levar comida para as pessoas”, disse.

Foto: Wesley D’Almeida

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.