PSOL e PDT fecham aliança em Olinda para a disputa à prefeitura

Os partidos formarão uma nova frente de esquerda na cidade para opção do olindense

Depois de um longo namoro e acordos internos para tática política, o PSOL e PDT de Olinda fecharam aliança para a disputa eleitoral à Prefeitura de Olinda. Os pedetistas sairão na cabeça de chapa e os psolistas na vice.

O acerto foi feito entre a presidente do diretório municipal do PSOL, a pré-candidata à vereadora Eugênia Lima e o presidente do PDT Guto Santa Cruz, que disputará a prefeitura. Com a formalização do apoio em Olinda, o PSOL indica o nome de Samuel Herculano para a composição da chapa, na vice-prefeitura.

A estratégia, segundo Eugênia, foi criar uma nova frente de esquerda na cidade além do PcdoB. “Nossa visão foi criar uma nova alternativa de esquerda para o olindense. Temos diferenças com a candidatura do PcdoB como opção de mudança, por isso vamos compor candidatura majoritária própria com o PDT”, fala.

“Essa união celebra a construção de um novo campo progressista que faz um balanço crítico às gestões municipais dos últimos 20 anos. Queremos apresentar um projeto popular de cidade que se paute na transparência e na eficiência da gestão pública”, lembra Guto Santa Cruz.

Guto Santa Cruz – De tradicional família política em Olinda, Guto Santa Cruz surge como o novo na política para a cidade, mas com o apoio de peso do presidente do diretório do PDT Recife, o deputado federal Túlio Gadelha. Guto Santo Cruz é advogado e convive de perto com as problemáticas de Olinda e a revolta do olindense pela ineficiência das gestões municipais passadas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.