Coluna Fala PE – Raquel precisa se movimentar mais se quiser concorrer ao governo

By 24/05/2021 - 00:00ColunaFalaPE

Pré-candidata ao Governo de Pernambuco, a prefeita Raquel Lyra (Caruaru) está ficando para trás dos concorrentes no quesito movimentação. A gestora precisa decidir logo se vai ou não ser candidata e cair em campo. Nome competitivo, com uma gestão bem avaliada e soberana no Agreste, um importante colégio eleitoral, Raquel precisa agir. Caso contrário, será engolida pela concorrência.

Basta uma pequena olhada nos adversários da prefeita de Caruaru dentro do bloco oposicionista para chegar a essa conclusão. Gestor de Petrolina, Miguel Coelho não para. Anda por todo o estado semanalmente. Cria fatos, e, praticamente, todo dia está na mídia tirando foto ao lado de prefeitos, deputados, vereadores e políticos em geral.

Outros dois “concorrentes” de Raquel no bloco, o prefeito Anderson Ferreira (Jaboatão dos Guararapes) e a deputada federal Marília Arraes parece que acordaram e começaram a gastar sola de sapato no interior. Enquanto Anderson esteve, junto ao irmão André Ferreira, deputado federal, cumprindo agenda no Agreste; Marília andou pelo Sertão, notadamente por Serra Talhada.

Até outros nomes, esse ligados ao bolsonarismo, como o Coronel Meira estão com mais pautas estaduais que a prefeita de Caruaru. O que parece estar acontecendo é que Raquel ainda não se decidiu sobre disputar ou não o Palácio do Campo das Princesas. Daí a cautela da prefeita. Para o “sim” ou para o “não”, não há muito tempo. Até porque 2022 é logo ali.

ANDANDO – Em mais um dia de compromissos no Sertão de Pernambuco no sábado (22), a deputada federal Marília Arraes participou de uma série de compromissos com diversas lideranças políticas nas cidades de Triunfo, Santa Cruz da Baixa Verde, Flores e Afogados da Ingazeira. Em Tabira, Marília esteve com o deputado federal Carlos Veras (PT-PE). A parlamentar está desde a última quinta-feira (20) na região e já passou por várias cidades sertanejas. Em Triunfo, Marília participou de um encontro com várias lideranças políticas da cidade, como Lula Baião (ex-vice-prefeito), Djaci Marques (vereador), Edilson Marques (ex-vereador), e João Paiva e Paulo Italo (candidatos a prefeitos da Triunfo).

ANDANDO 2 – Já prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, esteve no município de Surubim, neste sábado, onde foi bem recebido pela população e lideranças políticas do Agreste pernambucano. Também passou pelas cidades de Casinhas e Orobó. Em todas visitas, Anderson ressaltou a importância de unir Pernambuco. Durante almoço oferecido pelo ex-prefeito do Orobó, Chaparral, Anderson trocou experiências com os prefeitos Biu Abreu (Orobó), Juliana Chaparral (Casinhas), Janjão (Bom Jardim),Emerson Vasconcelos (Poção), César Freitas (Sanharó) e Nelson de Sebastião (Santa Maria do Cambucá). Também participaram do encontro os ex-prefeitos Flávio Nóbrega (Surubim), Miguel Barbosa (Bom Jardim) e Joãozinho Tenório (São Joaquim do Monte), além de lideranças de vários municípios da região.

SERRA – O vice-prefeito de Serra Talhada, Márcio Oliveira, fez uma avaliação positiva dos primeiros dias da gestão Márcia Conrado em Serra Talhada, no programa Revista da Cultura, na Cultura FM. Márcio disse que, apesar da pandemia, o governo não tem parado. “Apoio Márcia e disputo a Câmara Municipal, em 2024”, disse. Márcio ainda surpreendeu quando perguntado sobre se tinha ambição de ser candidato a prefeito. “Tem muita coisa para acontecer. Não tenho ambição por cargo de prefeito. Trabalho por minha cidade tendo cargo ou não. Vou trabalhar para reeleição de Márcia e ser candidato a vereador”, concluiu.

AGLOMERAÇÃO – O presidente Jair Bolsonaro provocou aglomeração durante um passeio de moto na manhã de ontem, no Rio de Janeiro, em meio a uma multidão de motociclistas vindos de várias partes do país. O trajeto foi de cerca de 60 quilômetros, entre a Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade, e o Aterro do Flamengo, na Zona Sul. Mesmo com sintomas de covid, Bolsonaro cumprimentou sem máscara, tocou e conversou com diversos apoiadores, também sem máscara, infringindo norma local para conter o avanço da doença. Um decreto do Governo do Rio prevê o uso obrigatório de máscara em lugares públicos e também o distanciamento mínimo de 1,5 metro. Muita gente, incluindo o presidente, não respeita essas determinações.

O povo quer saber: Raquel Lyra quer mesmo ou não ser candidata ao Governo do Estado?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.