Recife anuncia suspensão do Carnaval em 2022

Foto: Governo do Estado de Pernambuco

Capital pernambucana concentra esforços para combater aumento de casos de síndrome respiratória aguda grave (srag) em decorrência de surto de gripe. A partir de amanhã a cidade ganha mais trinta leitos para pacientes respiratórios e amplia capacidade de atendimento do SAMU 

A Prefeitura do Recife anunciou hoje a suspensão das programações oficiais para o Carnaval 2022, cujas datas deveriam acontecer entre 25 de fevereiro e 5 de março deste ano. A decisão acontece de forma responsável, pois, a despeito da cidade já apresentar mais de 83% de toda a população acima de 12 anos com esquema vacinal completo em relação à covid-19 e não apresentar um quadro de aumento de casos de infecção em decorrência do novo coronavírus, o Recife enfrenta um crescimento expressivo de casos de gripe e entende, como sempre, que a prioridade deste – e de qualquer momento – sempre será a preservação da saúde e da vida.

A despeito de manter os índices estáveis de infecções transmitidas pelo novocoronavírus (vide intertítulo), o índice de casos diários confirmados para Influenza A H3N2  saltou de 8 para 138 casos entre os dias 13 e 29 de dezembro, com picos de até 314 casos em um só dia (27 de dezembro), levando a Prefeitura a concentrar todos os esforços em ampliar o acesso a serviços e e assistência à população. Dentre as medidas, estão o reforço das equipes com mais 162 profissionais para a rede básica e o sistema do Atende em Casa, as estratégias de ampliação de pontos de vacinação, a abertura de 40 leitos para pacientes de srag no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa (HECPI) e a ampliação dos pontos de testagem para Influenza, incluindo dois pontos fixos, um no Parque Urbano na Macaxeira e outro no Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro.

Para reforçar ainda mais as medidas de combate ao surto, a partir de amanhã, os 30 leitos de enfermaria do HECPI ainda restantes serão destinados ao atendimento de pacientes de SRAG. Com a  medida, todos os 70 leitos do hospital municipal serão exclusivos para atendimento a doenças respiratórias. Desde segunda, 40 leitos já haviam sido destinados para este fim, sendo 30 de enfermaria e 10 de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Outra medida é um reforço no atendimento no SAMU, que passa a contar com mais uma Unidade de Suporte Básico (USB) e outra Unidade de Suporte Avançado (USA) que, juntas, irão ampliar a capacidade para mais 480 atendimentos mensais à população (Atualmente o SAMU conta com 20 USBs e quatro USAs).

Cenário – Atualmente, a capital pernambucana já aplicou 3.041.109 doses da vacina anticovid, sendo que 1.302.420 pessoas já estão com o esquema vacinal completo. Em contrapartida, a capital pernambucana, assim como outros grandes centros demográficos no país, vem enfrentando um surto de gripe que tem levado a um expressivo aumento de casos de síndrome respiratória aguda grave (srag). Entre os dias 12 e 18 de dezembro de 2021, foram notificados 100 casos de srag; entre os dias 19 e 25 de dezembro de 2021, foram 174 casos de srag; e entre os dias 28 de dezembro de 2021 e 1º de janeiro de 2022, foram 312 casos de srag. Nesse mesmo período, foram confirmados, respectivamente, 17, 14 e 16 casos de covid-19, o que não demonstra aumento no número de casos para essa doença.

Por outro lado, observa-se aumento nos casos confirmados para Influenza A H3N2. Entre os dias 13 e 29 de dezembro de 2021, o número de casos confirmados  passou de oito para 138, com picos de confirmações nos dias 21 (294) e 27 (314) de dezembro de 2021. É importante salientar que, devido ao tempo necessário para liberação dos resultados, esses números podem, ainda, sofrer alterações. 

Covid no Recife – O Recife totaliza 161.729 casos confirmados da covid-19, sendo 145.123 leves e 16.606 casos de srag. Destes últimos, 5.710 evoluíram para óbito. Além disso, a cidade também tem 155.404 pacientes recuperados da doença. Foram abertos, durante o ano de 2021, 400 leitos para tratamento dos pacientes com síndrome respiratória aguda grave (srag). Em função do amplo processo de vacinação na cidade e da redução dos casos de internamento, a rede municipal pôde desmobilizar os leitos de UTI e enfermaria, passando a ofertar apenas leitos de sala vermelha e observação. Os últimos leitos para covid-19 foram desmobilizados no dia 30 de setembro de 2021, no Hospital do Idoso. 

H3N2

Nesta segunda-feira (3), o prefeito João Campos anunciou a abertura de 40 leitos para tratamento de pacientes com síndrome respiratória aguda grave (srag), causados pelo vírus H3N2, no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa (HECPI), em Areias. Desse total, 30 leitos são de enfermaria e outros 10 de UTI. A partir desta quinta (6), os demais leitos restantes passam a atender também exclusivamente casos de pacientes de srag.

Além disso, a Prefeitura do Recife também disponibilizou dois novos locais fixos para testagem de Influenza, sendo um no Parque Urbano da Macaxeira, no bairro de mesmo nome, e outro no Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro. Além disso, a Secretaria oferece testagem gratuita em oito Unidades Provisórias Covid (UPC) e também em ações itinerantes.

Até o momento, o município confirmou 2.451 casos de influenza subtipo A (H3N2), dos quais 17 evoluíram para óbito. Todas as mortes foram confirmadas por critério laboratorial. Os pacientes que foram a óbito tinham idades entre 13 e 91 anos.

A Secretaria de Saúde do Recife intensificou a vacinação contra a gripe na cidade e, atualmente, para além das 150 salas de imunização já existentes (de segunda à sexta, das 8h às 16h), a vacina está sendo disponibilizada, também, nos postos montados em cinco shoppings da capital e em ações itinerantes em várias comunidades do município. Já foram aplicadas mais de 525 mil doses da vacina contra gripe na capital.

O reforço ao atendimento de srag também vem sendo realizado aos pacientes com sintomas gripais e respiratórios na rede municipal nas Unidades Provisórias Covid (UPC) e nos Serviços de Pronto Atendimento (SPA). As UPCs funcionam na Policlínica Waldemar de Oliveira, em Santo Amaro; na Upinha Eduardo Campos, na Bomba do Hemetério; no Centro de Saúde Professor Mário Ramos, Casa Amarela; na Upinha Vila Arraes, Várzea; no Centro de Saúde Professor Romero Marques, no Prado; no Centro Social Urbano (CSU) Afrânio Godoy, na Imbiribeira; na Upinha Moacyr André Gomes, no Morro da Conceição; na Policlínica Arnaldo Marques, na Cohab.

Já os SPAs estão localizados na Policlínica Agamenon Magalhães, em Afogados; Policlínica Amaury Coutinho, na Campina do Barreto; Policlínica e Maternidade Arnaldo Marques, no Ibura; Policlínica e Maternidade Barros Lima, em Casa Amarela; Hospital Helena Moura, na Tamarineira.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.