Recife consolida crescimento do emprego formal e registra quarto mês consecutivo de alta em 2022

By 06/06/2022 - 19:13Pernambuco

Dados do Caged do mês de abril mostram a criação de mais 1.829 postos de trabalho com carteira assinada na capital pernambucana, um elevação de 0,36% na comparação com o mês anterior

Pelo quarto mês consecutivo, a capital pernambucana apresentou alta nos postos de trabalho com carteira assinada, consolidando um dos principais indicadores de bem estar econômico: o emprego.  Em abril, no comparativo com março, foram criados 1.829 empregos, uma alta de 0,36%. Nos quatro meses, já são 8.014 trabalhadores entrando ou retornando ao mercado de trabalho formal no Recife, um crescimento de 1,61% no comparativo com o mesmo recorte do ano passado. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados nesta segunda-feira (6) pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social.

O resultado valida as políticas públicas implementadas pela gestão municipal, com lastro em melhorias no ambiente de negócio, no fortalecimento da segurança jurídica para fomentar a virada econômica, além da atração de investimentos para a cidade. Para se ter ideia, a performance da capital pernambucana em abril de 2022 foi superior à registrada no mesmo período no primeiro ano da gestão João Campos. No ano passado, em abril, o Recife apresentou um saldo de 996, quase metade do registrado para o mês de 2022.

“A gente entende que o crescimento do emprego formal em um cenário econômico desafiador já é muito positivo e a gente conquistou isso em todos os meses de 2022. Na prática, estamos crescendo mensalmente e com uma base comparativa que está sempre aumentando. Então, ainda que esteja mais difícil, a gente consegue entregar bons números. É um resultado que mostra que estamos no caminho certo”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Rafael Dubeux.

Em números absolutos, o saldo de 1.829 empregos é resultado de 15.575 admissões e 13.746 desligamentos no mês de abril. No recorte setorial, o setor dos Serviços segue responsável pela alta na geração de empregos no Recife, pela estrutura vocacional da economia da cidade. Do saldo mensal total (1.829), 1.272 foram contratados pelo segmento. Construção (330), Comércio (150), Indústria (78) e a Agropecuária (-1) completam a conta.

Estratificando o resultado, das 15.575 novas contratações no mês de abril, 9.391 foram homens e 6.184 de mulheres com carteira assinada. A maior parte da força de trabalho admitida – 4.696 trabalhadores – tem entre 30 a 39 anos, seguido pela faixa etária dos 18 a 24 anos – 3.735. No recorte por escolaridade, profissionais com ensino médio completo correspondem por 10.089 contratos firmados no período.

MARCA HISTÓRICA – Em relação ao estoque de trabalhadores, a capital pernambucana possui 504.772 no recorte do primeiro quadrimestre de 2022. Este ano, inclusive, foi a primeira vez na história que os empregos com carteira assinada ultrapassaram o volume de 500.000 pessoas. Entre outros fatores, a marca posiciona o Recife como a cidade do Nordeste com o maior número de empregos formais em relação à população do município.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.