Recife: Isabella agrega elementos importantes à candidatura de João Campos

A escolha da vice para compor as chapas dos candidatos majoritários na eleição do Recife marcou um capítulo importante nessa última fase que antecede o período pré-eleitoral. E entre as 11 candidaturas oficializadas para o pleito, um nome que chama a atenção: Isabella de (PDT). Ela foi indicada pelo seu partido para somar à postulação do deputado federal João Campos (PSB) elementos que certamente contribuirão com o caminhada da Frente Popular para a Prefeitura.

De início, Isabella contribuiu para a construção da unidade, ao abrir mão de sua pré-candidatura à prefeita em favor do retorno do seu partido à Frente Popular do Recife. Além da postulação de Isabella, o PDT contava com o desejo do deputado federal Túlio Gadêlha, que acabou perdendo o comando da direção municipal durante o processo.

Ex-vereadora, Isabella de Roldão defende uma atenção uma especial às políticas públicas voltadas para as mulheres, para a Primeira Infância e para sustentabilidade, tendo ainda protagonizado debates importantes sobre o empoderamento feminino, o combate à violência contra a mulher e às diferenças salariais e à ausência nas posições de liderança.

“O poder público precisa atuar de forma mais efetiva em áreas estratégicas e garantir políticas públicas que nos ajudem a avançar muito mais na nossa cidade. Estou nessa missão para reforçar o debate em torno de temas que dialogam com a garantia de direitos e a melhoria da qualidade de vida da nossa população”, disse.

Segundo Isabella, durante toda a sua vida política, suas ações e proposições sempre estiveram voltadas para a importância da mulher como protagonista na sociedade atual e combate à desisgualdade.“ É a partir desta perspectiva e desse olhar que estamos sempre em busca da confiança, da parceria e da integração do cidadão na construção de um novo caminho”, enfatizou Isabella.

A candidata a vice de João Campos também pretende continuar criando estímulos para que as mulheres voltem a estudar, se qualifiquem, abracem uma nova profissão e se apropriem de suas escolhas. “Muitas adolescentes que possuem filhos deixam de estudar, e precisamos estimular que elas voltem às salas de aulas, se empoderem e voltem a sonhar”, completou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.