Recife: Negros passam a ser prioridade no Crédito Popular

Uma emenda proposta pelo vereador Luiz Eustáquio (PSB), presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, para incluir os negros como prioridade de acesso ao Crédito Popular, projeto do prefeito João Campos, enviado à Câmara, foi incluída no projeto. Além dos negros, os deficientes também terão prioridade. As duas propostas foram apresentadas ontem ao secretário de Desenvolvimento Econômico, Rafael Dubeux, durante encontro com integrantes de três comissões: Desenvolvimento Econômico, Finanças e Legislação e Justiça. Ao todo foram 11 propostas, mas apenas essas duas emendas foram acrescentadas ao projeto.

O texto, que já havia sido aprovado pelo Comissão de Desenvolvimento Econômico, presidida pelo vereador Luiz Eustáquio, foi aprovada hoje pela Comissão de Legislação e Justiça e será votada em plenário. “Para nós foi muito importante incluir os negros para essa linha de financiamento popular. Os negros representam 57% da população do Recife e a maioria é de baixa renda”, explicou Luiz Eustáquio.

Os trabalhadores brancos recebem, em média, 69,3% a mais do que os negros. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios no período de 2012 a 2019. “Nós sabemos que a situaçaõ se agravou na pandemia e os números mostram isso. Um levantamento feito pelo Data Favela, em parceria com o Instituto Locomotiva e a Central Única de Favelas mostrou que 96% dos moradores de 239 favelas de todos os estados brasileiros utilizaram o dinheiro do benefício para a compra de alimentos”, destacou o vereador

O projeto de Crédito Popular vai priorizar mulheres, jovens, negros e deficientes físicos. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômivo, Rafael Dubeux, no primeiro ano deverão ser beneficiadas cerca de 10 mil pessoas e ao longo de quatro anos um total de 40 mil pessoas.

Pernambuco está na quinta posição entre os estados com maior índice de desemprego, o percentual é de 18,8%, segundo o IBGE. E o percentual de informalidade chega a 48% e muitos fecharam seus pequenos negócios durante a pandemia.”O prefeito tem pressa que esse projeto seja votado para atender as pessoas que estão sem renda, principalmente nessa pandemia”, ressaltou o secretário.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.