Recife passa a contar com novo equipamento de referência para a população em situação de rua

Centro POP da Casa do Pão, na Rua do Imperador, funciona em parceria com diversas entidades e conta com equipe de assistentes sociais, educadores sociais, psicólogos e cuidadores

A Prefeitura do Recife conta com um novo equipamento de referência voltado ao atendimento da população em situação de rua. O Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro POP) Maria Lúcia está em pleno funcionamento, de segunda a sexta, das 8h às 17h, na Casa do Pão, localizada na Rua do Imperador, 34, no bairro de Santo Antônio. A Casa do Pão funciona diariamente e é uma parceria da gestão municipal com a Arquidiocese de Olinda e Recife, a Universidade Federal Rural de Pernambuco, a Defensora Pública do Estado e diversas outras instituições públicas e privadas. O prefeito do Recife, João Campos, acompanhou o atendimento nesta quarta-feira (14).

“A Casa do Pão é uma grande iniciativa de algumas instituições que se juntaram para fazer um grande centro onde elas trabalham e dão a sua contribuição para ajudar e acolher a população em situação de rua da nossa cidade. A Prefeitura do Recife tem um espaço aqui, que é o Centro Pop, formado por especialistas da área de assistência, onde é feito um acolhimento e atendimento multidisciplinar, para construirmos uma sociedade mais justa”, explicou o prefeito João Campos. “Como o meu pai dizia: temos que acordar todo dia para fazer a máquina girar para quem é pequeno. Se deixar ela sozinha, só gira para quem é grande. Não é um trabalho fácil, mas é um trabalho belíssimo”, frisou.

O Centro POP Maria Lúcia conta com uma equipe multidisciplinar composta por pelo menos 20 servidores, entre assistentes sociais, educadores sociais, psicólogos e cuidadores. “Fazemos um trabalho diário, atendendo a população em situação de rua. Elas chegam, há uma triagem do que é preciso, se um documento ou um atendimento na saúde. Aqui dentro também tem a oportunidade de ter um acesso à qualificação, ao acompanhamento dessa população. Conhecer cada história, cada singularidade, tudo isso para que ela se fortaleça e para construir um novo projeto de vida junto com eles”, reforçou Ana Rita Suassuna, secretária de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Juventude e Políticas Sobre Drogas (SDSDHJPD).

Esta unidade homenageia a baiana, falecida em 2018, que foi coordenadora do Movimento Nacional da População em Situação de Rua. O novo equipamento funciona das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, tal qual as outras duas unidades do tipo existentes no Recife: o Centro POP Glória, na Boa Vista, e o Centro POP Neuza Gomes, na Madalena. 

Inaugurada durante o 18º Congresso Eucarístico Nacional, que aconteceu no Recife em novembro, a Casa do Pão oferece atendimento médico, psicológico, jurídico e espiritual, além de serviços de lavanderia, banho e restaurante-escola. O prédio ainda abriga uma capela com o nome da primeira santa brasileira: Santa Dulce dos Pobres, canonizada em 2019. A manutenção da Casa do Pão fica a cargo de voluntários e do diaconato da Arquidiocese de Olinda e Recife e seus respectivos parceiros. Em parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), o local conta com um espaço voltado para o desenvolvimento de pesquisas, cursos de extensão e atividades para a população em situação de rua, com o objetivo de proporcionar aos usuários oportunidades de crescimento escolar.

A iniciativa integra um dos seis eixos propostos no Programa Recife Acolhe, lançado pela Prefeitura do Recife em 2021 com o objetivo de reduzir os impactos da extrema pobreza e dos riscos sociais da população em situação de rua, contribuindo com a diminuição da desigualdade social na cidade. Os eixos são: Ampliação dos Serviços; Moradia; Segurança Alimentar; Educação, Emprego e Renda; Doação e Institucional. Desde o lançamento, diversos projetos já foram realizados e/ou estão em andamento. No eixo Educação, Emprego e Renda, existe a proposta de garantir a empregabilidade de pessoas em situação de vulnerabilidade que já viveram em situação de rua em algum momento. Atualmente, cerca de 40 pessoas estão empregadas graças ao Programa Recife Acolhe, incluindo as 21 pessoas que estão empregadas na Casa do Pão.

CENTRO POP – Os Centros POP são equipamentos aos quais a pessoa em situação de rua pode se dirigir para ter acesso a demandas mais emergenciais, como tomar banho, guardar pertences de uso pessoal, lavar roupas ou até mesmo descansar. Outra forma de acessar o serviço é por meio do encaminhamento feito por equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas), que atuam de forma itinerante nos territórios. O Centro POP tem a finalidade de assegurar serviços, atendimentos e atividades direcionadas ao desenvolvimento de sociabilidades, na perspectiva de fortalecimento de vínculos interpessoais e/ou familiares que oportunizem a reconstrução de novos projetos de vida. Os Centros POP do Recife funcionam de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, e cada um atende pelo menos 500 usuários diariamente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.