São Lourenço da Mata: Sindicato dos Professores emite nota contra o decreto Malvadeza do prefeito

img_1428-1

O Sinduprom-PE, sindicato que defende os direito dos professores de São Lourenço da Mata, emitiu uma nota sobre o decreto de cortes do prefeito Bruno Pereira.

O sindicato começa lembrando que o município descumpre lei federal e não paga o piso nacional dos professores, além de ter aumentado a alíquota da previdência.

A nota faz questionamentos a cerca de quantas ações efetivas de controle à pandemia foram tomadas, se existem leitos exclusivos no Hospital Petronila Campos, e se as ruas estão sendo higienizadas. Pois Bruno realizou inúmeros cortes para que o seja utilizado no combate ao Covid-19.

A nota encerra afirmando que o decreto é um pacote de maldades, ou seja, o verdadeiro pacote Malvadeza.

 

Um comentário sobre “São Lourenço da Mata: Sindicato dos Professores emite nota contra o decreto Malvadeza do prefeito

  1. PREFEITO BRUNO PEREIRA , nossos salários são pagos com verbas carimbadas do FUNDEB . Em nenhum momento o Governo Federal destinou o FUNDO para saúde. Corrija o decreto do dia 31/03/2020. O governo do ESTADO DE PERNAMBUCO reduzirá despesas de custeio, mas não cortará de servidor. Copie e cole a ação do governo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.