Serra Talhada começa a liberar recursos da Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (09/11), já começam a ser disponibilizados em Serra Talhada, os recursos para atender os projetos inscritos nos editais da Lei Aldir Blanc, criada para subsidiar trabalhadores das classes cultural e artística durante o período de pandemia da COVID-19.

Serra Talhada será um dos primeiros do Brasil a receber os recursos da Lei Emergencial de Cultura, com seu Plano de Ação aprovado pelo Ministério do Turismo. Os resultados das inscrições foi apresentado no dia 19 de outubro durante reunião na Câmara de Vereadores. Foram aprovados 144 projetos, em setores como música, artes plásticas e produção audiovisual.

Os recursos serão repassados por meio de transferência bancária direta para os autores dos projetos inscritos. “Seguramente vamos repassar esse recurso de forma democrática, valorizando todo potencial artístico e cultural da Capital do Xaxado”, explica o presidente da Fundação Cultural de Serra Talhada, Anildomá de Souza.

De acordo com a Lei Aldir Blanc, consideram-se espaços culturais aqueles organizados e mantidos por pessoas, organizações da sociedade civil, empresas culturais, organizações culturais comunitárias, cooperativas com finalidade cultural e instituições culturais, com ou sem fins lucrativos, que estejam dedicados a realizar atividades artísticas e culturais. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.