Sileno Guedes visita Centro de Referência para crianças e adolescentes com deficiência auditiva de Nazaré da Mata

By 08/11/2021 - 16:57Pernambuco
Foto: Wesley D’Almeida

A visita do secretário de Desenvolvimento Social foi acompanhada pelo bispo da Diocese de Nazaré, Dom Francisco Lucena, que apresentou a sede da instituição

O secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), Sileno Guedes, visitou nesta segunda-feira (08) o Centro de Referência e Formação da Criança e Adolescente Surdos (Crefas), no município de Nazaré da Mata. Acompanhado do bispo da Diocese de Nazaré, Dom Francisco Lucena, o gestor conheceu a dinâmica de funcionamento e a estrutura da entidade, que atua há mais de 10 anos com o atendimento de pessoas com deficiência na Mata Norte e Agreste do Médio Capibaribe.

Durante a visita, Sileno destacou o empenho que o Governo do Estado tem exercido para fortalecer a rede de proteção e de serviços que atuam diretamente com esse público. “Temos uma dedicação histórica com a política das pessoas com deficiência, com a construção de programas e projetos importantes para o segmento, como o PE Conduz, que transporta pessoas com dificuldade de locomoção para atendimentos de saúde e opções de lazer, a Central de Libras, que disponibiliza intérpretes para garantir às pessoas com deficiência auditiva a acessibilidade na comunicação em serviços de saúde, justiça e cidadania, o programa Olhar para as Diferenças, que monitora crianças de 0 a 6 anos com deficiência da Região do Moxotó, e outras tantas iniciativas estaduais que demonstram que o nosso compromisso é em garantir os direitos das pessoas que mais precisam. Por isso, é necessário estreitar os laços com equipamentos que também contribuem com a inserção social e o desenvolvimento dessas pessoas, como faz o CREFAS, que existe a partir da dedicação da Igreja, da sociedade, do poder público e dos usuários desse equipamento”, afirmou o secretário.

O CREFAS é uma entidade sem fins lucrativos que faz parte da Diocese de Nazaré. A instituição trabalha para contribuir com o desenvolvimento de crianças e adolescentes, principalmente com deficiência auditiva, através de práticas da educação inclusiva, inserção cultural e atenção psicossocial, proporcionando vivências pedagógicas e o acesso a instrumentos que despertam as habilidades e potencialidades desse público. Além disso, tem como objetivo a educação complementar e profissionalizante de crianças e jovens surdos das regiões da Zona da Mata e do Agreste. O Centro oferece cursos de libras, instrutor, fotografia e reforço escolar, além de oficinas e atendimento psicológico especializado. “Um dos nossos objetivos é ajudar na qualificação dos jovens para que eles possam construir, com dignidade, um futuro melhor para si e para suas famílias. O secretário Sileno fez um gesto importante em conhecer o nosso espaço, e agora temos o desejo de formalizar essa parceria e aumentar a capacidade de atendimento da instituição”, pontuou Dom Francisco Lucena.

A visita ao espaço também contou com a presença do gerente geral de Articulação da SDSCJ, Aldo Santos, e o chefe de gabinete, Diogo Prado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.