Simplex: Mirella Almeida amarga 35,8% de rejeição em Olinda

Pouco mais de um mês após ter sido veiculada a possibilidade de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal para apuração de supostas irregularidades no planejamento e execução do Carnaval 2023, o prefeito de Olinda, Professor Lupércio (SD), amanheceu na manhã desta segunda-feira (18) com mais uma dor de cabeça.

Levantamento do Instituto Simplex, divulgado há pouco pelo Blog do Elielson, apontou que não vai ser fácil para o gestor municipal conseguir emplacar o nome da atual secretária de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Mirella Almeida, na disputa pela Prefeitura de Olinda em 2024.

Esposa do vereador Felipe Nascimento (SD), sobrinho de Lupércio, Mirella amarga uma rejeição de 35,8% por parte do eleitorado, um dado preocupante diante de um cenário em que Lupércio não possui outra alternativa viável para enfrentar nomes como o do vice-prefeito Márcio Botelho (PP) e de Izabel Urquiza, presidente do PL Mulher em Pernambuco e ex-candidata a vice-governadora de Pernambuco.

Nos dois cenários estimulados apresentados pela pesquisa do Simplex, Mirella só pontua na quinta colocação, atrás de Marília Arraes (SD), vice-presidente nacional do Solidariedade; Luciana Santos (PCdoB), ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação; Antônio Campos, ex-presidente da Fundação Joaquim Nabuco; e Izabel Urquiza. Em ambas as projeções, Mirella aparece empatada com Márcio Botelho dentro da margem de erro, que é de 4,89%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 13 de setembro junto a 400 eleitores. O grau de confiança é de 95%.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.