Startups de Pernambuco recebem investimento da Sudene

By 14/07/2023 - 14:03Pernambuco


As empresas fazem parte do programa de apoio da Autarquia a startups envolvendo R$ 6 milhões para o desenvolvimento de pesquisa e inovação na área de atuação

Mais três startups pernambucanas vão receber recursos da Sudene para o desenvolvimento de projetos de pesquisa e inovação. As empresas foram selecionadas através de edital da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe) e fazem parte de um conjunto de 10 empresas que já estão recebendo, por meio dessa parceria, apoio da Autarquia, via subvenção econômica.

A Sudene, no total, investirá em 2023 R$ 6 milhões em 103 startups dos 11 estados de sua área de atuação. O valor é proveniente do retorno das operações do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) que reserva 1,5% para custeio de atividades em pesquisa, desenvolvimento e tecnologia de interesse do desenvolvimento regional anualmente. Os recursos são repassados por meio de termo de outorga de subvenção econômica diretamente às empresas selecionadas pelas entidades de amparo à pesquisa de cada estado.

“A inovação é um dos eixos estratégicos do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE), aprovado por unanimidade na 31ª reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, realizada nesta semana, com a presença do ministro Waldez Góes, da Integração e Desenvolvimento Social. Apostamos na inovação como o fio condutor para a redução das desigualdades regionais e para o crescimento econômico da região”, afirmou o superintendente da Sudene, Danilo Cabral.

Já foram celebrados, até agora, acordos de cooperação técnica com Alagoas, Pernambuco e Paraíba, somando 31 startups e R$ 1,7 milhão de investimento, sendo R$ 1,6 milhão da Sudene – as empresas participam com uma contrapartida. Até o final de agosto, Maranhão e Rio Grande do Norte – um total de 22 projetos – também receberão os recursos. Para os demais estados, a Sudene aguarda que as entidades encaminhem os termos de outorga.

“Nosso objetivo é contribuir para a competitividade econômica e o desenvolvimento social do Nordeste, fomentando a inovação. A partir da expertise adquirida com esta experiência, vamos lançar e/ou participar de outros editais futuramente”, comenta o coordenador de Tecnologia e Inovação da Sudene, Manoel Barreiros.

As três startups pernambucanas vão desenvolver projetos nas áreas de saúde e pecuária. No total, vão receber R$ 161,6 mil da Sudene, divididos em duas parcelas. A primeira paga na assinatura do termo de outorga e a outra após 180 dias. Os nomes das empresas e dos projetos não podem ser divulgados por causa de termos de confidencialidade.

Os temas dos projetos apoiados e selecionados seguem o edital Centelha 2, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), diretrizes e prioridades para apoio a P&D aprovadas pelo Conselho Deliberativo da Sudene, e o eixo inovação do PRDNE”, explica Manoel Barreiros.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.