Universidade Federal de Pernambuco é homenageada pelos 75 anos de fundação na Alepe

By 09/11/2021 - 20:53Pernambuco

Proposição foi feita pelo deputado estadual Diogo Moraes, que enfatizou o compromisso com um processo de formação, de desenvolvimento de pesquisa e de extensão de qualidade da instituição

Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido na Educação no Estado, contribuindo para a formação profissional dos milhares de pernambucanos e no desenvolvimento de pesquisas acadêmicas de relevância para sociedade, a Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco homenageou, nesta terça-feira (09), os 75 anos da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A proposição foi feita pelo deputado estadual Diogo Moraes (PSB).

Durante se pronunciamento, o parlamentar destacou a longa história de luta e engajamento por uma educação pública e verdadeiramente inclusiva, bem como pelo compromisso com um processo de formação, de desenvolvimento de pesquisa e de extensão de qualidade, da entidade. “A UFPE é reconhecida em todo o Brasil, desde sua primeira escola, a Faculdade de Direito do Recife, criada em 1827, como uma instituição que vem criando as possibilidades adequadas para que não apenas a universidade em si, mas também seus alunos, professores e colaboradores sejam protagonistas das grandes mudanças de nossa sociedade”, afirmou.

Além dos 75 anos de fundação, o parlamentar também enfatizou os 15 anos de interiorização do Ensino Superior pela UFPE, que passou a ter polos no Agreste do Estado em 2006. “A construção do centro acadêmico do Agreste, em Caruaru, e do Centro Acadêmico de Vitória de Santo Antão representou uma das mais importantes e significativas conquistas da instituição nos últimos tempos, que passou a dialogar com as necessidades de cada uma dessas regiões. E nós, que somos de Santa cruz do Capibaribe, pudemos ver o enorme impacto social que a presença da UFPE gerou na região, trazendo novas perspectivas e esperanças para a população de lá e transformando aquela realidade”, pontuou o parlamentar.

Reitor da Universidade, o professor Alfredo Macedo Gomes fez um breve histórico da instituição e seus avanços em Pernambuco, além de reforçar também a importância do acesso ao ensino superior no Interior do Estado. “Esse momento representa uma ruptura no modelo adotado no Brasil, representa, na prática, o processo de democratização do acesso à universidade, e sua chegada às regiões que sempre demandaram a presença da educação superior. Uma ruptura do modelo clássico, que sempre foi de elites”, destacou.

O representante encerrou suas palavras dizendo que universidade reafirma, enquanto instituição democrática, a sua luta pela democracia. “A universidade pública não pode existir em espaços autoritários. Precisa de democracia e liberdade. A ciência necessidade desse ar para progredir e continuar contribuindo com a sociedade. Nosso profundo agradecimento”, finalizou.

A sessão foi presidida pela deputada estadual Laura Gomes (PSB) e também contou com a participação do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Eriberto Medeiros (PP). O evento ainda contou com a presença do vice-reitor Moacir Cunha, do secretário de Educação do Recife, Fred Amâncio, e do vice-prefeito de Olinda, Márcio Botelho.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.