Vereadora pede CPI pra investigar recursos da Covid-19 em Arcoverde

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Arcoverde na noite desta segunda-feira (17), o clima esquentou após a vereadora oposicionista Zirleide Monteiro (PTB) relacionar uma série de gastos suspeitos feitos com os recursos da Covid-19 no município. Entre as denúncias, um processo licitatório que previa, entre outras coisas, a compra de 500 garrafas de azeite de oliva para o Hospital de Campanha.

“Ontem denunciados um processo licitatório com recursos da Covid-19  que previa a compra de gênero alimentícios para o Hospital de Campanha, e que ainda está em vigor. O curioso desse processo é que na lista de compras tem nada menos do que 500 garrafas de azeite de oliva com previsão de gastos de mais de R$ 15 mil, enquanto faltam testes para a população” disse a parlamentar trabalhista.

A vereadora afirmou que a Câmara de Arcoverde deveria realizar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), com o objetivo de apurar a aplicação das verbas destinadas ao combate da Covid-19. “Precisamos saber o que foi feito e como foi usado esses mais de R$ 8 milhões de reais que Arcoverde recebeu da Covid-19”, disse.

Zirleide ainda mencionou gastos com despesa de pessoal terceirizado no município, que chega a mais de meio milhão de reais, realizados durante os meses de outubro e novembro de 2020. A vereadora chegou a indagar se esse montante não foi utilizado para pagar militantes do grupo governista, já que o momento se tratava do pique da campanha eleitoral passada.

Outro ponto tocado foram os valores gastos com exames laboratoriais também foram lembrados na sessão virtual pela petebista, quando, segundo a parlamentar se gastaram agora em 2021 quase R$ 100 mil em exames com os pacientes do Hospital de Campanha, que teve em média, no período, 3 pacientes diários. Na mesma sessão, a vereadora Célia Galindo (PSB), que é do mesmo partido do prefeito interino e da ex-prefeita Madalena Brito, disse que é um caso que deve ser investigado pela Polícia Federal.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.