Vice de Marília, João Arnaldo dialoga com trabalhadores motociclistas do Recife

Fotos: Sergio Maranhão

Na tarde desta terça-feira (24), João Arnaldo (PSOL), candidato a vice-prefeito na chapa de Marília Arraes (PT), se reuniu com representantes dos trabalhadores motociclistas no Recife. O encontro ocorreu no comitê de campanha de Marília, em Santo Amaro, área central da capital pernambucana.

Estiveram presentes na reunião Rinaldo Tavares, representante das entidades de mototáxi e motofrete de Pernambuco; Francisco Machado, presidente Sindimoto-PE (Sindicato dos Trabalhadores de Moto, Motoqueiros, Motoboys, Motomens e Afins de Pernambuco); André Moreira, presidente da Astramope (Associação dos Trabalhadores Motociclistas de Pernambuco); Rodrigo Lopes, presidente da Amappe (Associação dos Motofretistas por Aplicativos em Pernambuco); e Maciel Dutra, advogado da Astramope.

Representando a campanha de Marília Arraes, além de João Arnaldo, compareceram o deputado federal Carlos Veras (PT) e a deputada estadual Jô Cavalcanti, do mandato coletivo Juntas (PSOL). Na conversa, os trabalhadores motociclistas apresentaram a demanda da regulamentação da categoria no Recife.

As entidades reivindicam participação ativa nas discussões sobre o trabalho dos condutores de motocicletas no Recife. Também querem que a prefeitura promova a cooperação técnica para todos os segmentos da categoria. Na reunião, os grupos declararam apoio à candidatura de Marília Arraes para a Prefeitura do Recife.

“Queremos fazer parte do conselho municipal de trânsito. Seria importante também a participação dos representantes dos trabalhadores no Jari (Junta Administrativa de Recursos de Infração)”, defendeu Rinaldo Tavares. “Temos um mapeamento de todo o Recife, de onde estão os trabalhadores, mototaxistas, Motofretistas. Nós queremos estar perto da gestão da prefeitura. Queremos que haja uma gestão participativa, um debate com a categoria”, disse André Moreira.

“Precisamos tirar as pessoas trabalhando na cidade da clandestinidade. A gente quer fazer capacitação dos mototaxistas. Formas de identificação. Em cidades como Madri, na Espanha, existe mototáxi. É preciso criar formas de regularizar esses trabalhadores, gerando segurança para eles e para os passageiros”, avaliou João Arnaldo.

“Vamos construir isso juntos. Queremos melhorar a renda dos trabalhadores e ter segurança para todos. Nossas bancadas de parlamentares vão agir em conjunto com a gestão para esse debate com as categorias”, continuou João Arnaldo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.