21ª Fenearte tem início no Centro de Convenções com participação da Prefeitura do Recife

Foto: Rodolfo Loepert/PCR

Prefeito João Campos esteve na abertura da maior feira de artesanato da América Latina. Secretaria da Mulher e Prodarte estão como expositores e a Cooperativa Ecovida Palha de Arroz será responsável pela coleta seletiva do evento

Valorização da cultura popular com o realce ao artesanato, folclore, gastronomia do Nordeste, do Brasil e do Mundo. A Feira Nacional de Negócios do Artesanato, a Fenearte, que acontece no Centro de Convenções de Pernambuco, chega à 21ª edição com homenagem ao movimento Armorial, iniciativa artístico-cultural idealizada pelo escritor e dramaturgo Ariano Suassuna. Na tarde desta sexta-feira (10), o prefeito do Recife, João Campos, esteve na abertura do evento, junto com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

“Muito bom poder voltar à Fenearte depois de quase dois anos e meio. Essa que é a maior feira de artesanato do Brasil, reúne os municípios e estados brasileiros mostrando o que há de mais forte que é a nossa cultura popular, em diversas linguagens diferentes, exaltando o nosso patrimônio cultural. A Fenearte gera muitas oportunidades para os recifenses, para os turistas e para a economia local, porque é uma grande vitrine. Parabéns a todos que fazem a feira nesta edição tão bonita que faz homenagem ao movimento Armorial, de Ariano Suassuna, Uma arte tão nordestina, que mostra para o Brasil e para o mundo nossas potencialidades”, declarou o prefeito do Recife, João Campos.

A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria da Mulher, está na 21ª edição da Fenearte. Ao todo, 12 mulheres da Rede de Artesãs da Secretaria da Mulher expõem e comercializam os produtos confeccionados exclusivamente pela rede. A Cooperativa Ecovida Palha de Arroz será responsável, pela primeira vez, pela coleta de todo resíduo sólido produzido durante os nove dias de feira. Além de dois estandes com o trabalho de 12 artesãs, a Cooperativa Ecovida Palha de Arroz será responsável, pela primeira vez, pela coleta de todo resíduo sólido produzido durante os nove dias de feira. “A Secretaria da Mulher tem uma rede de mulheres artesãs que participam durante todos os anos de vários eventos e feirinhas, como forma de promover a autonomia financeira das mulheres. Aqui não seria diferente, todos os anos elas participam da Fenearte. Fazemos essa escolha por meio de curadoria através de chamamento público”, explicou a secretária da Mulher do Recife, Glauce Medeiros.

No expositor da Secretaria da Mulher, o público encontra produtos como mosaico, brinquedos lúdicos, bordados, roupas e acessórios, entre outros. O objetivo da ação é dar visibilidade, estimular as vendas de artesanato e produtos feitos manualmente pelas mulheres.

A Rede de Mulheres Artesãs consiste no acompanhamento, tanto no que tange à inclusão e participação em feiras de artesanato como à organização produtiva e gestão do negócio. As mulheres da rede participam de feiras com o apoio da Secretaria, que garante estandes e acompanhamento às mulheres. “Amo a Fenearte porque aqui há uma oportunidade muito boa para o pequeno artesão e para aquelas pessoas que estão querendo não só mostrar seus hobbies, mas também empreender. Eu fico satisfeita e orgulhosa em poder participar disso”, compartilhou a artesã Ana Elza, 65 anos, que se dedica a produzir panos de pratos bordados à mão, com reaproveitamento de retalhos, bonecas de pano costuradas, bolsas e broches.

Os artesãos associados ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Artesanato do Recife (Prodarte) também marcam presença na Feira. Selecionados por meio de edital público divulgado no Diário Oficial do Município, participam oito expositores com produtos que variam entre bijuteria fina, costura criativa e artigos decorativos. O propósito de incluir um ponto do Prodarte na Fenearte é recolocar o setor de volta ao circuito de oportunidades, com momentos importantes de visibilidade para seus produtos e potencializar suas vendas. Josenilda Lins do Nascimento, 55 anos, é artesã desde os 10 anos de idade e expõe pela primeira vez na Fenearte para expor peças com pedras de cristais, guirlandas com papelão e estopa e lustres. “Vir pra cá foi excelente pra gente. Estou muito feliz porque era tudo o que eu queria. Então, quando chegou a notícia de que a gente iria participar, fiquei muito agradecida”, contou..

Segundo a secretária de Trabalho e Qualificação Profissional do Recife, pasta responsável pelo Prodarte, Adriana Rocha, o objetivo dessa iniciativa é gerar mais oportunidades de negócios para os artesãos recifenses. “A fenearte é muito importante para secretaria de trabalho e qualificação profissional, porque foi uma importante pra gente trazer pra feira os nossos artesãos e artesãs do Prodarte. Vai gerar virilidade e vai gerar renda para essas famílias. A prefeitura dá essa chance e oportunidade para as pessoas terem stands aqui”, explicou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.