Prefeito de Cupira emite nota e pede que população tome vacina

By 12/05/2021 - 10:03Agreste Central

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O “Fala PE” publicou uma matéria na tarde desta terça-feira, 11 de maio de 2021, com conteúdo distorcendo o viés administrativo, político e ideológico do Prefeito de Cupira, José Maria Leite de Macedo, sobre a campanha de imunização por meio de vacinas contra a COVID-19. A matéria com a manchete: “Prefeito de Cupira incentiva população a não tomar vacina”; não condiz com a realidade.

O Gestor de Cupira ao contrário do que afirma o blog é um defensor assíduo da maioria das medidas preventivas, das ações e orientações do Ministério da Saúde e das recomendações do Ministério Público de Pernambuco, assim como dos Decretos do Governo do Estado de Pernambuco, que regulamentam a COVID-19.

José Maria, como cidadão civil, empresário e comentarista político, não concorda com a totalidade das medidas preventivas, principalmente, com o lockdown a decisão mais severa contra o coronavírus. E o mesmo tece comentários sobre diversos pontos sobre o lockdown, sobre os procedimentos, etapas e porcentagem de eficácia das vacinas dosadas aqui no Brasil e no mundo.

José Maria Leite de Macedo já tomou as duas doses do imunizante e por meio das suas redes sociais incentiva que os munícipes façam o mesmo. Enquanto Prefeito, disponibiliza um aplicativo e um site para cadastramento e agendamento para cidadãos se vacinarem contra o vírus. Cupira foi uma das cidades pioneiras do agreste central a implantar um hospital de campanha contra a COVID-19. O município também produziu e distribuiu em larga escala máscaras para à população local e ajudou diversos municípios da região com a produção de EPIs. Quase cinco mil doses da vacina já foram aplicadas nos cupirenses.

Enquanto Prefeito deste município, José Maria Leite de Macedo, vem cumprindo as orientações do Ministério Público de Pernambuco, órgão fiscalizador das medidas explicitas no Decreto Estadual Nº 50.433/PE.

O Prefeito defende o direito à manifestação e à garantia constitucional da livre manifestação, da comunicação e da imprensa. Mas que tais direitos não possam ser confundidos com o direito de propagar fatos distorcidos, confundindo a integridade e verdade dos acontecimentos.

PREFEITO JOSÉ MARIA LEITE DE MACEDO
Assessoria de comunicação e imprensa

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.