Recife é a primeira cidade do Brasil a lançar iniciativa que fortalece ações para crianças e adolescentes em parceria com o UNICEF

By 27/04/2022 - 21:42Pernambuco
Foto: Rodolfo Loepert/PCR

#AgendaCidadeUNICEF terá o Ibura como bairro piloto e irá realizar conjunto de ações integradas. Recife é a primeira de oito capitais brasileiras a receber o projeto

Dia histórico para o futuro das crianças e adolescentes da capital pernambucana. Nesta terça-feira (27), o prefeito do Recife, João Campos, assinou o documento de cooperação entre a Prefeitura do Recife e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) que lança a #AgendaCidadeUNICEF, junto com a representante do UNICEF no Brasil, Florence Bauer.

A iniciativa visa ao fortalecimento de políticas públicas destinadas a crianças e adolescentes mais vulneráveis. A parceria prevê, até 2024, a realização de um conjunto de ações integradas no bairro do Ibura, localidade definida como prioritária para uma atuação nas áreas de educação, saúde e bem-estar, proteção contra violência e inclusão socioprodutiva.

“A gente começa hoje de maneira formal esse novo protocolo entre a Prefeitura e o UNICEF. Recife passa a ser a primeira cidade brasileira a fazer parte da Agenda Cidade UNICEF.

A gente pôde mapear os territórios da cidade e escolher aqueles que apresentavam os maiores indicadores de vulnerabilidade e de potencialidade de ação no território. Então, foi escolhido o Ibura como território inicial.

Lembrando que essa é uma agenda transversal, com diversas atividades e ações de diversas secretarias que são coordenadas em parceria com o UNICEF”, anunciou o prefeito João Campos.

“Diante da realidade que existe hoje, por mais dura que seja, não podemos perder a capacidade de querer olhar para frente, sonhar com um futuro melhor e transformar a cada dia. O que vai fazer a diferença no Recife é a nossa capacidade de juntar pessoas e incrementar com nossas ações. Ter o UNICEF acreditando no nosso território, na nossa equipe e, sobretudo, nos recifenses, traz uma chance de acerto muito maior. Hoje celebramos a inauguração de um novo tempo, de um novo momento, que a gente vai poder fazer daqui para frente”, acrescentou.

As agendas trabalhadas foram definidas de acordo com indicadores da infância e adolescência, seguindo também ações conectadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e, na Prefeitura do Recife estão envolvidas as Secretarias de Educação, Saúde, da Mulher, Segurança Cidadã e Juventude. “Hoje é um dia muito especial. Recife é a primeira cidade em que estamos lançando essa iniciativa. Essa iniciativa vai ser implementada e lançada em oito cidades do Brasil. E aqui é a primeira, porque buscamos uma cidade que já estava se mobilizando e que já estava pronta pra poder lançar essa iniciativa. Por isso, parabenizamos ao prefeito e a sua equipe por já estarem estimulando políticas públicas para crianças e adolescentes. A Agenda Cidade UNICEF visa fortalecer e implementar políticas públicas para crianças e adolescentes em bairros vulneráveis e aqui no Recife, escolhemos o Ibura”, explicou a representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, Florence Bauer,

“A ação vai incluir uma série de iniciativas como busca ativa de crianças e adolescentes que estão fora da escola, implementação de unidades amigas da primeira infância e uma série de atividades para prevenir a saúde mental com os adolescentes. Em conjunto se busca prevenir a violência, prevenir a discriminação e também ter um impacto na própria redução dos homicídios contra adolescentes, por isso que eles estão escolhendo bairros que são vulneráveis. Uma vez que conquistarmos resultados de impactos, essas iniciativas conjuntas e estratégias vão poder ser replicadas para outros bairros da cidade de Recife”, acrescentou a representante.

Com a parceria, o UNICEF disponibilizará cooperação técnica, compartilhamento de metodologias, monitoramento e intercâmbio com outras iniciativas locais e globais, como parte de sua estratégia de cooperação com governos municipais voltada aos centros urbanos. Além do Recife, primeira cidade a lançar a iniciativa, farão parte desta rede Salvador, Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo, São Luís, Belém e Manaus.

Na ocasião da assinatura do termo de cooperação entre a Prefeitura e o UNICEF, três alunas da Escola Municipal de Professor Florestan Fernandes, no Ibura, compartilharam as expectativas das ações que vêm por aí: “Esse projeto vem para que a gente socialize mais, para que a gente possa ter mais coragem e pé firme para sair na rua e poder ser quem a gente é. Ainda melhorar o Ibura, promover o respeito e a harmonia, enfrentando o preconceito. Queremos um local em que possamos andar de cabeça erguida’, almejou Dayann Júlia, 14 anos.

“A gente espera que o projeto possa ajudar lá no Ibura, que haja respeito e educação, para que não tenhamos vergonha de dizer onde moramos ou do que somos. Hoje a gente sai com cabeça baixa e medo de como as pessoas vão julgar a gente só por onde a gente mora. Não queremos isso. Queremos ser iguais, queremos sair na rua sem medo”, contou Joelma da Silva, 14 anos.

Para Thayna Nascimento, 15 anos, a iniciativa vai ajudar que mais adolescentes soltem suas vozes, expressem seus sentimentos e vontades. “Nós temos nossos direitos. Soltando nossa voz, as pessoas vão entender o que a gente passa e o que a gente quer que mude”, relatou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.