Comissão da Câmara do Recife discute vacinação de pessoas em situação de vulnerabilidade social

A vacinação no Recife foi tema de reunião da Comissão de Acompanhamento do Coronavírus da Câmara do Recife. Estiveram em pauta temas como a vacina de reforço (terceira dose), a busca ativa de pessoas em situação de vulnerabilidade social para vacinar, emissão de documentos exigidos para o cadastro, campanhas volantes para quem ainda não se vacinou, mutirões de vacinação em locais de baixa renda, vacinação domiciliar de pessoas com deficiência e alternativas de cadastro para quem não tem acesso à internet, como um polo fixo de cadastro.

O vereador Ivan Moraes, membro da Comissão, apresentou um estudo do seu gabinete sobre distribuição dos doses, que trouxe dados sobre os desafios da vacinação em áreas de periferia.

“A vacinação no Recife tem sido modelo para o Brasil. Discutimos hoje como aprimorar esse trabalho para atingir a totalidade da população adulta vacinada, visto que a vacinação já está aberta para pessoas a partir de 18 anos. Tem pessoas em vulnerabilidade social que não têm, por exemplo, seu documento de identidade, que é requisito para vacinação, então discutimos como podemos alcançar esse público”, destacou o vereador Eriberto Rafael, presidente da Comissão. O grupo vai reunir todas as recomendações e sugestões e entregar à Prefeitura.

O Recife já aplicou mais de 1,5 milhão de doses, totalizando 40% da população adulta vacinada com o ciclo completo.

Participaram da reunião Paulette Cavalcanti (médica, doutora em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz, professora e pesquisadora), Eduardo Jorge (integrante dos Comitês de Imunização contra o Coronavírus no Recife e em Pernambuco), Ana Loiola (gestora da sala de situação da Prefeitura do Recife) e Juliana Oriá (gerente de Planejamento da Prefeitura do Recife), além dos vereadores Marco Aurélio, Tadeu Calheiros e Hélio Guabiraba. Esta foi a 13ª reunião da Comissão.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.