Imunizante Janssen tem uso prioritário na população em Situação de Rua no Recife

Vacina de dose única visa acelerar processo de imunização e oferece mais praticidade para estes munícipes

Em um esforço para ampliar ainda mais a vacinação contra a covid-19 para a população em situação de rua na cidade, o prefeito João Campos determinou que a imunização deste grupo passe a ser feita com as vacinas da Janssen, que oferecem cobertura vacinal completa com apenas uma dose. Das 625 pessoas vacinadas nesta condição, 117 já receberam o imunizante. Um levantamento realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social estima que há 1.600 pessoas nesta condição na capital pernambucana.

Para o prefeito João Campos, a medida protege ainda mais esta população ao mesmo tempo em que a Prefeitura também busca promover sua inclusão no mercado de trabalho. “Determinei o uso prioritário da vacina Janssen, de dose única, para acelerar a imunização da população em situação de rua do Recife. Seguimos com outras ações importantes com o Programa Recife Acolhe, que já começou a contratar pessoas que vivem nas ruas para terem acesso ao mercado de trabalho, atuando na limpeza urbana da cidade”, ressaltou.

A estratégia para vacinação desse público é uma das primeiras ações previstas na Política Municipal de Atenção Integral à Saúde da População em Situação de Rua, implantada pela Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife, no começo de maio.

Na capital pernambucana, estão sendo adotadas três estratégias para atender a PSR, são elas: a oferta de vacinação no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) Glória, em Santo Amaro; a oferta em 10 postos de vacinação do município sem agendamento prévio, bem como a oferta itinerante, realizada pelas as equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas) em conjunto com o Consultório na Rua (CnaR), da Sesau; que promovem visitação a pontos estratégicos da capital pernambucana para levar a vacina até pessoas que possuem dificuldade de locomoção para ir até uma das salas de imunização voltadas especificamente para essa população. Atualmente a cidade conta com duas equipes de Consultório na Rua, integradas por profissionais das áreas de saúde e assistência social.

O objetivo dessa estratégia é minimizar a exposição dos usuários, ampliar a captação e cobertura do público específico. Uma das definições pensadas para a vacinação da população em situação de rua é a adequação do Conecta Recife para cadastro e agendamento de vacinação para a população em situação de rua. Com essa adaptação, há espaço para informação específica de sua condição de rua, além da desobrigatoriedade do preenchimento do CPF, entre outras medidas.

Postos onde a População em Situação de rua pode solicitar imunização sem prévio agendamento – UniNassau (Graças); Unicap (Boa Vista); na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), em Dois Irmãos; Parque de Exposição de Animais, no Cordeiro; na Unidade de Cuidados Integrais (UCIS) Guilherme Abath, no Hipódromo; Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro; Ginásio Geraldão, na Imbiribeira; Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), na Tamarineira; Parque da Macaxeira, na Macaxeira; UPA-E do Ibura

FOTO: Marcos Pastich/PCR

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.