Ipojuca realiza projeto CRAS Itinerante com descentralização dos serviços

Para garantir o atendimento da população que vive, principalmente, na Zona Rural do município, descentralizando os serviços e visando evitar aglomerações e filas extensas nos polos oficiais, a Prefeitura do Ipojuca, por meio da Secretaria de Assistência Social, iniciou o projeto do Centro de Referência da Assistência Social – CRAS Itinerante. Todas as segundas, quartas e sextas, as equipes se deslocam para uma comunidade levando serviços de orientação e inclusão nos benefícios sociais como o CadÚnico, Bolsa Família, recadastramento e atualização do Número de Inscrição Social (NIS), entre outros.

“Além de todos os serviços que são oferecidos pelo CRAS, estamos oferecendo atendimento com psicólogos, assistentes sociais, acompanhamento das famílias que já são acompanhadas pelos nossos programas e a própria divulgação dos serviços. Dessa forma, estamos garantindo inclusão social e promoção dos nossos projetos para a população dessas localidades que por vezes tem dificuldade de procurar os serviços na área urbana”, destaca a secretária de Assistência Social do Ipojuca, Anne Banja. Iniciado no último mês de outubro, o projeto CRAS Itinerante já passou por localidades como os engenhos Crauassu, Soledade, Gaipió, Fortaleza, Usina Salgado e entorno, Todos os Santos, Água Fria, Currais de São Miguel e Jenipapo, beneficiando mais de 400 pessoas.

Na ação, os técnicos também realizam o levantamento e encaminhamento do serviço de emissão da carteira de identidade, que acontece na Casa da Cidadania, no Centro, e também para outros programas sociais do município. “Ipojuca tem uma capilaridade muito grande e descentralizada, por isso essa atividade permite ampliar e facilitar o atendimento para essas comunidades rurais”, reforça a assistente social e gerente de Proteção Social Básica da Assistência Social, Maria José Pereira.

Para realizar a ação, a equipe municipal segue num micro-ônibus e no local conta com algum ponto de apoio, a exemplo de uma escola municipal ou associação de moradores. Durante a iniciativa, técnicos e educadores sociais do serviço de convivência realizam oficinas com as crianças e adolescentes enquanto das famílias são atendidas. Além do serviço itinerante, Ipojuca conta com os CRAS de Ipojuca Centro, Nossa Senhora do Ó, Camela e um ponto descentralizado de atendimento na Academia de Promoção Social do Ipojuca (Apis), em Porto de Galinhas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.